PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Lampard revela que parou na hora certa e se diz satisfeito com carreira no Chelsea

Ídolo do Chelsea, Frank Lampard já está há pouco mais de um ano longe dos gramados, após sua aposentadoria. O eterno camisa 8 dos Blues, que se despediu do futebol jogando pelo New York City, deixou o time de Londres em 2014, com mais de 10 títulos conquistados e 600 jogos disputados. Em entrevista rara, para o [?]

16:00 | 04/05/2018

Ídolo do Chelsea, Frank Lampard já está há pouco mais de um ano longe dos gramados, após sua aposentadoria. O eterno camisa 8 dos Blues, que se despediu do futebol jogando pelo New York City, deixou o time de Londres em 2014, com mais de 10 títulos conquistados e 600 jogos disputados. Em entrevista rara, para o jornal inglês The Guardian, Lampard falou um pouco sobre a vida durante e após o futebol.

?Eu não tomei todas as decisões certas na minha carreira, longe disso, mas quando cheguei ao fim, senti que tinha dado tudo de mim. Quando você pode pensar: ?Se eu por tudo na mesa é muita coisa?, acho que você teve muito sucesso. Isso é provavelmente o que me impulsionou como jogador por um bom tempo ? eu queria ter certeza de que tirava grama de cada jogo e tirava o máximo de mim mesmo?, disse.

Parar de jogar, para o ex-meia, aconteceu na hora certa e não deixou tantas saudades.?E isso se torna um alívio, quando você sente que o trabalho está pronto e não foi tão ruim. Eu não tive muitos fracassos, e eu realmente fiz algumas coisas muito boas. Estou muito contente com isso. Eu mal chutei uma bola desde que me aposentei, e não tenho vontade de chutar uma bola. Eu faço outras coisas agora?, revelou.

Sobre o Chelsea, Lampard contou que passou por muita pressão ? ainda mais após o clube passar a ganhar grandes títulos, depois da segunda metade da década de 2000. ?Quando você está em um grande clube, não há muito espaço para respirar. Você está continuamente tentando ganhar, se apresentar com o melhor de sua capacidade e pode ser bem cansativo. Eu serei honesto, no final da minha carreira eu estava pronto para seguir em frente. Em termos da intensa pressão que coloquei em mim durante esse período de tempo, me senti pronto. Agora me perguntam muito: ?Você está sentindo falta do futebol??.Na verdade, não estou. Eu me sinto muito feliz com tudo que aconteceu?, completou.

 

Gazeta Esportiva

TAGS