PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Em proporção, ir ao estádio no Brasil é mais caro que na Europa

Anualmente, a Uefa (União das Federações Europeias de Futebol) divulga um relatório financeiro que analisa o futebol praticado nos torneios nacionais do continente. Dentre os pontos citados no documento deste ano, a instituição evidenciou quanto custa, em média, ir a um jogo de futebol em cada Liga Europeia, englobando na conta alimentação, ingresso, transporte e [?]

08:45 | 11/05/2018

Anualmente, a Uefa (União das Federações Europeias de Futebol) divulga um relatório financeiro que analisa o futebol praticado nos torneios nacionais do continente. Dentre os pontos citados no documento deste ano, a instituição evidenciou quanto custa, em média, ir a um jogo de futebol em cada Liga Europeia, englobando na conta alimentação, ingresso, transporte e outros gastos.

De acordo com o estudo, entre as principais, a mais ?salgada? é a Inglesa, em que os torcedores desembolsam ? (euros) 50,1 para assistirem uma partida. Na sequência, vem a Espanhola, com ? 35,4. Alemã, com ? 32,8, Francesa, com ? 26,2, e Italiana, com ? 22, integram a lista. Os portugueses são os que menos pagam para irem aos jogos (apenas ? 13).

O relatório também expôs quais são os times europeus mais custosos para se ver uma partida. Dentre os dez primeiros da lista, cinco são ingleses, encabeçados pelo Arsenal. Para assistir uma partida dos Gunners, o torcedor desembolsou incríveis ? 97 (nada mais, nada menos que R$ 411). Paris Saint-Germain, Real Madrid, Bayern de Munique, Barcelona e Galatasaray completam o top 10. Curiosamente, a Alemanha é o país com maior média de público do planeta (41.516 espectadores presenciam os jogos da Bundesliga), levando mais de 12 milhões de pessoas aos estádios todos os anos, no entanto, possui apenas um clube no índice de mais custosos. Coincidência? Não, a maioria dos times, com apoio do governo, adotam a política de ingressos baratos para que os estádios estejam sempre próximos de sua lotação máxima.

No Campeonato Brasileiro, diferentemente da Europa, a maioria dos clubes divulgam o público de suas partidas. Portanto, é possível calcular o preço médio dos ingressos, mas não o custo total de um passeio ao estádio. Na última temporada da primeira divisão nacional, os brasileiros pagaram aproximadamente R$ 32 por uma entrada. Palmeiras e Flamengo, com R$ 61, e Corinthians, com R$ 55, lideram o top 10 de bilhetes mais caros.

Através desses números, é possível calcular proporcionalmente ao salário mínimo de cada país das principais Ligas Europeias em relação aos brasileiros quem ?paga mais? para assistir uma partida. Os espanhóis são os que, em proporção , desembolsam uma quantia maior, com 4,24% do salário mínimo. Logo depois, quase empatados, vêm os ingleses (3,57%) e os brasileiros (3,42%). Os franceses são os que menos gastam, com 1,75%.

Vale ressaltar que não existe uma remuneração mínima preestabelecida por Inglaterra (os trabalhadores recebem de acordo com a idade e horas de trabalho) e Itália (as pessoas ganham de acordo com convenções e acordos que influenciam a quantia a ser recebida pelo profissional de cada categoria), entretanto, é possível estabelecer uma média. Os valores de salários mínimos usados para a produção do gráfico são:  ? 1400 para ingleses, ? 1100 para italianos, ? 1480 franceses, ? 1498 para ingleses, ? 825 para espanhóis, ? 625 para portugueses e R$ 937 para brasileiros.

CampeonatoSalário / Ingresso
Espanhol4,24%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 825? 35,4

Inglês3,57%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 1.400? 50,1

Brasileiro3,52%

Salário mínimoCusto médio por jogo
R$ 937R$ 32

Alemão2,20%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 1.498? 32,8

Português2,00%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 625? 13

Italiano2,00%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 1.100? 22

Francês1,75%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 1.480? 26,2

 

É necessário relembrar que na porcentagem dos Campeonatos Europeus todos os gastos estão englobados: alimentação, transporte, ingresso entre outros. Enquanto na Liga Brasileira, apenas o custo do ingresso entra na conta. Portanto, se os brasileiros gastarem R$ 1,60 para chegar ou se alimentar no estádio, estarão pagando mais que os ingleses, proporcionalmente, para verem o evento. No caso dos espanhóis, os torcedores que prestigiam o Campeonato Brasileiro precisam gastar R$ 7,90 para terem uma ida ao estádio mais ?custosa? que todas principais Ligas Europeias.

A matemática também se enquadra para clubes específicos. Se compararmos o salário mínimo vigente de cada país com o preço total para assistir os jogos na Europa e somente o bilhete no Brasil, Real Madrid (8,53%) e Barcelona (7,87%) lideram o ranking, enquanto Palmeiras e Flamengo (6,51%) dividem a quarta posição, e o Corinthians (5,87%) aparece em sétimo.

ClubeSalário / Ingresso
Real Madrid8,53%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 825? 73,8

Barcelona7,87%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 825? 68,1

Arsenal6,98%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 1.400? 97,8

Palmeiras6,51%

Salário mínimoCusto médio por jogo
R$ 937R$ 61

Flamengo6,51%

Salário mínimoCusto médio por jogo
R$ 937R$ 61

Chelsea6,47%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 1.400? 90,7

Corinthians5,87%

Salário mínimoCusto médio por jogo
R$ 937R$ 55

PSG5,47%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 1.480? 81

Liverpool5,25%

Salário mínimoCusto médio por jogo
? 1.400? 73,5

 

Assim como nos Campeonatos, os clubes brasileiros não tiveram os gastos adendos introduzidos no cálculo de um passeio ao estádio. Com isso, se os palmeirenses e flamenguistas desembolsarem R$ 20, gastarão, proporcionalmente, mais que os espanhóis para assistirem jogos do Real Madrid, que tem um dos ingressos mais caros da Europa. Já os corintianos, precisarão gastar R$ 5 a mais que os rivais nacionais para alcançarem a marca.

*Especial para Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

TAGS