PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Uefa proíbe Panathinaikos de disputar competições europeias por três anos

O Panathinaikos, da Grécia, é o mais novo clube a ser punido pela Uefa em função do descumprimento do Fair Play Financeiro. Além de pagar uma multa no valor de 200 mil euros (quase R$ 850 mil), o clube está proibido de disputar competições europeias, quaisquer que sejam, nas próximas três temporadas (2018/19, 2019/20 e [?]

17:15 | 24/04/2018

O Panathinaikos, da Grécia, é o mais novo clube a ser punido pela Uefa em função do descumprimento do Fair Play Financeiro. Além de pagar uma multa no valor de 200 mil euros (quase R$ 850 mil), o clube está proibido de disputar competições europeias, quaisquer que sejam, nas próximas três temporadas (2018/19, 2019/20 e 2020/2021).

O descumprimento com as regras do Fair Play Financeiro da Uefa, que visam manter as contas dos clubes e o mercado europeu em equilíbrio, foram identificados em dezembro. Porém, o clube grego não cumpriu com o prazo estabelecido (até o dia primeiro de março deste ano) para provar que tinha quitado ou chegado a um acordo com os credores para pagar as contas atrasadas, vencidas no dia 30 de setembro de 2017.

O Panathinaikos, um dos mais tradicionais clubes do país, que possui 20 títulos do Campeonato Grego e já foi finalista da Liga dos Campeões em 1971, enfrenta há anos um grave crise político-financeira. Atualmente, ocupa a sétima posição da liga nacional e o único brasileiro do elenco é o atacante Luciano, que acumula passagens por Avaí e Corinthians.

Este é mais um episódio negativo protagonizado por um clube grego nesta temporada. A Super League, como é chamada a Liga Grega, chegou a ser suspensa após o presidente do PAOK, vice-líder da competição, invadir o gramado armado nos minutos finais do clássico contra o AEK, que depois se sagraria campeão nacional. O PAOK também foi punido em função da postura de seus torcedores, que jogaram objetos no gramado antes do duelo com o Olympiacos, que acabou sendo adiado.

Gazeta Esportiva

TAGS