PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Falta de entrosamento e dores na coxa atrapalham estreia de Everton

A contratação de Everton mexeu com a expectativa dos são-paulinos. Não é segredo para ninguém que a chegada do atacante empolgou não só a torcedores, como também animou a comissão técnica e os dirigentes do clube. Everton deixou o Flamengo ao custo de 4 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões), vai receber um [?]

08:45 | 23/04/2018

A contratação de Everton mexeu com a expectativa dos são-paulinos. Não é segredo para ninguém que a chegada do atacante empolgou não só a torcedores, como também animou a comissão técnica e os dirigentes do clube. Everton deixou o Flamengo ao custo de 4 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões), vai receber um salário próximo da casa dos R$ 500 mil no Tricolor do Morumbi.

Agora é hora de mostrar serviço. A oportunidade de estreia aconteceu na tarde desse domingo, já como titular do esquadrão paulista. E a primeira impressão, no entanto, não foi das melhores, certamente longe do que sonhavam tanto o atleta quanto a torcida são-paulina.

Contra o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza, Everton foi escalado como atacante de ofício, bem aberto pela ponta esquerda, onde costumava atuar ainda quando defendia o rubro-negro carioca.

Everton claramente sofreu com a falta de entrosamento. Nada mais normal para quem fez apenas três treinamentos CT da Barra Funda com o grupo completo do São Paulo desde sua apresentação, na última quarta-feira. As outras atividades para o atacante tiveram sempre o elenco dividido.

Em campo, o atacante finalizou apenas uma vez, depois de assistência de letra de Cueva, talvez na única boa jogada construída pelo ataque tricolor no primeiro tempo. O goleiro Éverson interviu e mandou a bola para escanteio.

No mais, Everton acertou 23 dos 25 passes que tentou, conseguiu um desarme, não sofreu falta ao passo que cometeu duas e teve seu pior desempenho nos cruzamentos. Foram sete erros neste fundamento e apenas um acerto. Acerto este que lhe custou caro.

Foi justamente depois de tentar alçar uma bola na área que Everton sentiu a coxa esquerda. O jogador conversou com Diego Aguirre na beira do campo, tentou mais um pouco, mas acabou substituído por Valdívia aos 18 minutos do segundo tempo.

A próxima oportunidade de Everton deve acontecer no domingo que vem, contra o Fluminense, no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. É óbvio que se espera mais do atacante, que tem potencial para corresponder tanta expectativa, mas vai precisar de um pouco paciência.

?Everton está chegando, treinou alguns dias, essas coisas atrapalharam. Jogador de altíssima qualidade. Tenho certeza que será um jogador espetacular?, explicou Diego Aguirre, com fé de que seu novo camisa 18 pode vir a fazer a diferença na temporada do São Paulo.

 

Gazeta Esportiva

TAGS