PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Em jogo com duas viradas, Juve bate Inter e segue na ponta do Italiano

Em partida válida pela 35° rodada do Campeonato Italiano, Internazionale e Juventus realizaram o chamado Derby D?Italia no Giuseppe Meazza, e, em partida eletrizante com duas viradas, o time de Turim saiu vitorioso com o placar de 3 a 2. Com o resultado, a Juventus chega aos 88 pontos, e fica muito próximo do título. A [?]

18:00 | 28/04/2018

Em partida válida pela 35° rodada do Campeonato Italiano, Internazionale e Juventus realizaram o chamado Derby D?Italia no Giuseppe Meazza, e, em partida eletrizante com duas viradas, o time de Turim saiu vitorioso com o placar de 3 a 2. Com o resultado, a Juventus chega aos 88 pontos, e fica muito próximo do título. A Inter, por sua vez, segue em 5° lugar com 66 pontos, e perde a chance de encostar na zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões.

O clássico começou movimentado em Milão. Logo aos 12 minutos de jogo, Douglas Costa recebeu do lado esquerdo da área, e de trivela, bateu com categoria, sem chances para o goleiro Handanovic. Após consulta ao VAR, o árbitro constatou que não houve impedimento, e confirmou o gol do brasileiro.

Aos 17, em disputa de bola, Vecino deixou as travas da chuteira na perna de Mandzukic. Após nova consulta ao VAR, o árbitro optou por expulsar o uruguaio, e a tarefa da Inter ficou muito difícil ainda no início da partida. Aos 28, Pjanic, que já tinha amarelo, fez falta dura em Rafinha, e os jogadores partiram para cima do árbitro pedindo o segundo amarelo para o jogador. Daniele Orsato, contudo, optou apenas pela marcação da falta.

A partida estava muito truncada, com muitas faltas. A Juventus, mesmo com a vantagem numérica, não conseguia criar muitas chances. A Inter chegada como podia, mas também não levava muito perigo. Devido às muitas paralisações, o árbitro deu seis minutos de acréscimo no primeiro tempo, e aos 50, a Vecchia Signora chegou ao segundo gol com Matuidi. Contudo, após mais uma consulta ao VAR, o tento foi anulado devido a um impedimento no lance.

Aos seis minutos da etapa complementar, em cobrança de falta, a bola foi alçada na área, e Mauro Icardi subiu no terceiro andar para cabecear para o gol e empatar a partida no Giuseppe Meazza. Aos 12, Pjanic novamente fez falta dura, e após muita pressão do time da casa, o árbitro deu apenas amarelo a D?Ambrosio por reclamação.

Aos 17, em contra-ataque rápido, Higuain recebeu livre, invadiu a área e cortou o goleiro, mas, sem ângulo, chutou para fora a ótima chance do time de Turim. Dois minutos depois foi a chance da Inter responder: Perisic fez boa jogada pela esquerda, deixou Cuadrado no chão de cruzou rasteiro para dentro da área. Barzagli, que estava praticamente na linha do gol, tentou tirar, mas acabou mandando contra o próprio patrimônio.

Aos 29, a Juve teve falta na entrada da área, e Dybala foi para a bola. O camisa cobrou com perfeição no canto do goleiro, mas Handanovic voou nela para fazer ótima defesa. Aos 30, a Inter encaixou contra-ataque rápido, Candreva foi ao fundo e cruzou rasteiro. Icardi, sozinho, tentou voar nela de carrinho, mas não conseguiu alcançar.

Aos 41, Cuadrado invadiu a área pelo lado direito e mesmo sem ângulo, arriscou o chute. A bola desviou na zaga, e Handanovic, sem reação, apenas observou a bola morrer no fundo das redes. Dois minutos depois,  em cobrança de falta, a bola foi alçada na área e Higuain subiu sozinho para recolocar a Juventus em vantagem e matar a partida em Milão.

Roma vence e se mantém na briga por vaga na Liga dos Campeões

A Roma também entrou em campo, e em casa, garantiu a vitória por 4 a 1 diante do Chievo. Com o resultado, a equipe da capital chega a 70 pontos e assume provisoriamente a terceira colocação, uma vez que a Lazio, que tem 67 pontos, entra em campo no domingo, contra o Torino, fora de casa. O Chievo, por sua vez, segue na 16° posição com 31 pontos, apenas dois a mais que Spal, time que abre a zona de rebaixamento.

O time da casa começou a construir o placar logo aos nove minutos de jogo, com Schick. Aos 11, Fazio acertou a trave, assim como El Shaarawy aos 28. Depois de muita pressão, Dzeko aumentou a vantagem da Roma aos 41.

Aos 14 minutos da segunda etapa, Juan Jesus cometeu pênalti e acabou expulso. Roberto Inglese foi para a bola, mas viu Alisson pular no canto direito para evitar o primeiro gol do Chievo na partida. Aos 21, mesmo com um a menos, El Shaarawy aumentou a vantagem para os donos da casa, e um minuto depois, Dzeko transformou a vitória em goleada. Aos 43, ainda houve tempo para Roberto Inglese, de cabeça, diminuir para os visitantes.

 

Gazeta Esportiva

TAGS