PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Defesa de Del Nero recebe punição da Fifa ?com surpresa e indignação?

Banido permanentemente do futebol pela Fifa, além de ter que pagar uma multa de 1 milhão de francos suíços (R$ 3,5 milhões), Marco Polo Del Nero recorrerá da punição anunciada nesta sexta-feira no Comitê de Apelação da entidade. Caso o recurso seja negado, o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) apelará ao Tribunal Arbitral [?]

20:15 | 27/04/2018

Banido permanentemente do futebol pela Fifa, além de ter que pagar uma multa de 1 milhão de francos suíços (R$ 3,5 milhões), Marco Polo Del Nero recorrerá da punição anunciada nesta sexta-feira no Comitê de Apelação da entidade. Caso o recurso seja negado, o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) apelará ao Tribunal Arbitral do Esporte, em Lausanne, na Suíça.

Em um comunicado, o escritório de advocacia que representa Del Nero falou em ?surpresa e indignação? com a decisão da Fifa. A punição já havia sido aplicada ao antecessor de Del Nero na CBF, José Maria Marín, que está preso nos Estados Unidos.

Para a Fifa, Del Nero violou os artigos 21 (suborno e corrupção), 20 (oferecer ou aceitar presentes e outros benefícios), 19 (conflitos de interesse), 15 (lealdade) e 13 (regras gerais de conduta) do seu Código de Ética.

?É com surpresa e indignação que o Sr. Marco Polo Del Nero e seus advogados receberam a decisão proferida hoje pelo Comitê de Ética da Fifa. Importante ressaltar que a investigação conduzida pelo Comitê não foi capaz de produzir qualquer prova referente ao seu suposto envolvimento em esquema de corrupção.

Além disso, foram incontáveis as variações processuais cometidas pelo Comitê de Ética, em clara afronta aos princípios mais básicos da ampla defesa e do devido processo legal.

Por isso, o Sr. Marco Polo Del Nero recorrerá da decisão e tem a convicção de que a punição de primeira instância será reformada mediante análise por tribunal independente e não sujeita a interferências externas.

Sendo o que por ora cumpre informar, subscrevemos.

Bichara e Motta Advogados?.

Gazeta Esportiva

TAGS