PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Primeira-ministra britânica veta presença de família real na Copa do Mundo

Nesta quarta-feira, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, anunciou que a família real não estará presente na Rússia para acompanhar os jogos da Copa do Mundo 2018. O motivo é estreitamento das relações entre os governos após o caso de envenenamento do ex-espião Sergei Skripal e sua filha, há dez dias, na Inglaterra. Em [?]

17:15 | 14/03/2018

Nesta quarta-feira, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, anunciou que a família real não estará presente na Rússia para acompanhar os jogos da Copa do Mundo 2018. O motivo é estreitamento das relações entre os governos após o caso de envenenamento do ex-espião Sergei Skripal e sua filha, há dez dias, na Inglaterra.

Em declaração ao parlamento, a chefe do poder Executivo informou a suspensão de ?todos os contatos bilaterais de alto nível entre Reino Unido e Federação Russa?. Ela completou, assegurando que não enviará a família real e nenhum representante a Rússia no período da Copa do Mundo e que expulsará 23 diplomatas russos que se encontram em solo britânico.

Segundo Theresa May, Moscou desprezou totalmente o caso de envenenamento. Sergei Skripal, de 66 anos, e sua filha Yulia, de 33, foram alvos de um agente químico de fabricação russa enquanto comiam em um restaurante na cidade de Salisbury, na Inglaterra. Ambos se encontram internados em estado grave. Após o acontecimento, o Reino Unido decidiu reabrir 14 casos de mortes de russos no Reino Unido, nos últimos anos.

Skripal foi condenado na Rússia por ser agente duplo e também atuar para serviços de inteligência britânicos. Moscou nega a acusação de assassinato do ex-espião, alegando uma conspiração contra a imagem do país.

Gazeta Esportiva

TAGS