PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Marcos Guilherme crê que derrota no Choque-Rei fez Tricolor mudar postura

Marcos Guilherme balançou as redes nos últimos dois jogos do São Paulo. Em ambas as oportunidades o time saiu de campo vitorioso e mostrou vontade de reconquistar a torcida, que chegou ao seu limite após a derrota no Choque-Rei por 2 a 0, em que o Tricolor se mostrou bastante apático. Titular absoluto da equipe, [?]

20:15 | 15/03/2018

Marcos Guilherme balançou as redes nos últimos dois jogos do São Paulo. Em ambas as oportunidades o time saiu de campo vitorioso e mostrou vontade de reconquistar a torcida, que chegou ao seu limite após a derrota no Choque-Rei por 2 a 0, em que o Tricolor se mostrou bastante apático. Titular absoluto da equipe, o meia-atacante crê que foi justamente o clássico contra o Palmeiras que fez com que o clube do Morumbi pudesse dar uma guinada.

?Acho que houve uma mudança interior da equipe. Aquela derrota contra o Palmeiras mexeu com a equipe. Então, houve uma mudança de postura. Mas agora é manter os pés no chão, com humildade, porque vêm mais decisões aí pela frente?, disse Marcos Guilherme.

O camisa 23 é o são-paulino que mais atuou na atual temporada. Ao todo já são 16 jogos e dois gols em 2018 e embora há quem imagina que Marcos Guilherme esteja sofrendo com o desgaste físico, o jogador não quer saber de descansar, já que terá que mostrar serviço ao novo treinador da equipe para seguir como unanimidade na linha de frente tricolor.

?Tenho procurado descansar bastante. O Clube tem dado o maior suporte para recuperação, alimentação? espero ainda jogar muitos jogos pela frente, ainda mais agora com o novo comandante. Temos que mostrar tudo novamente, cada um brigando pelo seu espaço, pela sua posição. Você fazendo gols e ajudando a equipe contribui muito?, prosseguiu.

Sobre Diego Aguirre, Marcos Guilherme garante que o contato do treinador com os atletas não foi muito grande. O meia-atacante, no entanto, está ciente de que o novo comandante tricolor quer uma equipe bastante aguerrida, algo bastante comum na escola uruguaia.

?A partir de amanhã ele [Aguirre] vai começar a dar os treinos, a começar a falar mais com a gente. Ele conversou mais com o Jardine. Agora já sabemos mais sobre as características dele, gosta de um time com raça, mais aguerrido. Temos que nos adaptar e fazer o melhor pelo São Paulo?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS