PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Apesar de pior público no ano, São Paulo faz as pazes com sua torcida

O Estádio do Morumbi recebeu o seu público mais baixo no ano durante a vitória do São Paulo sobre o CRB-AL, por 2 a 0, na noite da última quarta-feira, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Dos 66.795 lugares disponíveis no estádio, apenas 8.514 foram ocupados. Das 12 partidas do [?]

07:15 | 01/03/2018

O Estádio do Morumbi recebeu o seu público mais baixo no ano durante a vitória do São Paulo sobre o CRB-AL, por 2 a 0, na noite da última quarta-feira, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Dos 66.795 lugares disponíveis no estádio, apenas 8.514 foram ocupados.

Das 12 partidas do time no ano, seis foram disputadas no Cícero Pompeu de Toledo. Antes do confronto desta quarta, a pior marca pertencia ao triunfo por 1 a 0 sobre o Bragantino, no dia 7 de fevereiro, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Na ocasião, o Tricolor levou apenas 10.278 pessoas ao Morumbi.

Alguns fatores explicam por que os torcedores foram afugentados do duelo com o CRB: o futebol apresentado pela equipe, que, dentro de um consenso entre comissão técnica, jogadores e diretoria, esteve aquém do esperado até aqui; o momento oscilante do time, que vinha de derrotas para Santos e Ituano e empate com a Ferroviária; e o horário da partida, iniciada às 19h30 (de Brasília), não convidativo para quem depende do carro para chegar ao estádio.

O certo é que, nesta quarta-feira, a torcida protagonizou cenas de amor e ódio ao time dirigido por Dorival Júnior. Antes do embate, ainda durante o aquecimento, alguns poucos torcedores já cobravam o grupo. ?Bora, correr, hein! Bora, correr!?, gritou um mais exaltado.

Na volta ao gramado, ao som do hino do clube, o time foi recepcionado com tímidas demonstrações de apoio. Após Cueva desperdiçar um pênalti, logo aos sete minutos, o prenúncio de mais um mau resultado aumentou a apreensão no Morumbi.

No entanto, a equipe não diminuiu o seu ímpeto, e Valdívia, em noite inspirada, abriu o placar aos 34 minutos, aliviando a tensão no estádio. Pouco depois, aos 41, após lançamento de Jean e boa tabela com Cueva, Éder Militão ampliou a vantagem tricolor.

Ao término do primeiro tempo, após três jogos seguidos, o São Paulo voltou a ser aplaudido maciçamente por seu torcedor. O apoio só aumentou durante a etapa complementar, quando os tricolores, apesar de em pequeno número, fizeram barulho para empurrar o time à vitória, seguida por mais uma salva de palmas dos pouco mais de 8 mil são-paulinos.

Após as pazes com o torcedor terem sido refeitas momentaneamente, o São Paulo disputará as suas duas próximas partidas longe de casa: pelo Campeonato Paulista, visitará o Linense, neste domingo (4), no interior, e, na quinta-feira (8), enfrentará o rival Palmeiras, no Palestra Itália, onde nunca venceu. Já o duelo de volta com o CRB, pela Copa do Brasil, está marcado para o dia 14, em Maceió.

Gazeta Esportiva

TAGS