PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Aguirre nega ?chacoalhão?, mas valoriza nova postura do São Paulo

Mais do que as falhas coletivas e individuais dos últimos tempos, a falta de atitude do time do São Paulo em campo, uma apatia evidente em diversos momentos e até um certo conformismo da equipe incomodavam muito o torcedor tricolor. Nesse domingo, o que se viu foi algo bem diferente disso. Se o time não [?]

20:15 | 25/03/2018

Mais do que as falhas coletivas e individuais dos últimos tempos, a falta de atitude do time do São Paulo em campo, uma apatia evidente em diversos momentos e até um certo conformismo da equipe incomodavam muito o torcedor tricolor. Nesse domingo, o que se viu foi algo bem diferente disso. Se o time não brilhou com uma atuação de tirar o fôlego, ao menos conseguiu vencer o Corinthians na base da vontade, da disciplina e da entrega. Diego Aguirre não escondeu sua satisfação depois do triunfo no Morumbi por 1 a 0, mas negou que tenha apelado aos berros para ?acordar? o elenco.

?Não dei bronca. Não foi assim. Não cobro coisas passadas. Estou aqui somente há dez dias. Se tenho ideias e o time tem coisas que precisa ter, e não tem opção, é lutar, ter atitude, pressionar? E que volte a mentalidade do São Paulo para ganhar e começar um ciclo de vitórias. É o que estou tentando?, comentou o técnico uruguaio, antes de reconhecer que o triunfo por 1 a 0 no Majestoso marcou a melhor partida do São Paulo sob seu comando até aqui.

?O que valoriza é o rival. Jogar contra o Corinthians sempre é difícil. Um dos melhores times do Brasil logicamente, são campeões. Os dois times tiveram desfalques. Nós perdemos sete jogadores, o que valoriza mais ainda a vitória. Temos que pensar no jogo de quarta. Hoje foi bom, mas não serve nada se não conseguimos a classificação no próximo jogo. Acabou a primeira parte e falta a segunda dessa história?, ponderou.

A vitória em cima do Corinthians nesse domingo dá ao São Paulo o direito de ir à final do Campeonato Paulista até mesmo com um empate em Itaquera. Além disso, serviu para quebrar uma série de tabus diante do arquirrival. Entretanto, Diego Aguirre fez questão de chamar atenção para outros pontos relevantes, que na visão do técnico, se mostram mais importantes para que o tricolor definitivamente retome o caminho das conquistas.

?Ganhar sempre é importante, mas não é o maior. Nosso objetivo hoje era ganhar o primeiro clássico de 2018. Tínhamos que tirar coisas que talvez estivessem na mente dos jogadores. Era o momento de ganhar, e nós ganhamos. Isso é o mais importante. A vantagem não é tanta, mas é uma vantagem?, explicou Aguirre.

?Tínhamos que melhorar defensivamente o time e, a partir daí, construir coisas boas. Não tomamos gols, valorizo muito isso. E não lembro de uma situação de gol (do Corinthians). Então, estou feliz pelo desempenho defensivo, pela atitude, entrega. Eu me senti mais identificado?, concluiu o comandante são-paulino, que agora soma duas vitórias e uma derrota à frente do São Paulo.

 

Gazeta Esportiva

TAGS