PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Aguirre explica medalhões, admite preocupação, mas crê em vaga

O técnico Diego Aguirre admitiu estar preocupado com a má atuação do São Paulo na derrota por 1 a 0 para o São Caetano, na tarde deste sábado, no Estádio Anacleto Campanella, pelo jogo de ida das quartas de final. ?Preocupa. Eu sei que não é um bom momento, que temos que fazer muitas coisas [?]

19:30 | 17/03/2018

O técnico Diego Aguirre admitiu estar preocupado com a má atuação do São Paulo na derrota por 1 a 0 para o São Caetano, na tarde deste sábado, no Estádio Anacleto Campanella, pelo jogo de ida das quartas de final.

?Preocupa. Eu sei que não é um bom momento, que temos que fazer muitas coisas para melhorar. Obviamente me preocupa porque teremos que encontrar o time, encontrar o nível de alguns jogadores que individualmente não estão dentro de suas possibilidades, e temos que trabalhar com cada um deles para que possam jogar bem?, afirmou, em entrevista coletiva, após a partida.

O uruguaio teve de explicar por que lançou mão dos ?medalhões? Nenê e Diego Souza, no time titular, já que ambos haviam sido reservas na boa vitória por 3 a 0 sobre o CRB-AL na última quarta-feira. Com a dupla em campo, a equipe se mostrou lenta mais uma vez e foi presa fácil para a forte marcação do adversário nesta tarde.

?Quando você começa a disputar jogos decisivos e com pouco tempo, pensei que colocar jogadores com experiência seria bom, ainda mais em um campo difícil. Também estava sem muitas opções. Para hoje foi assim. Depois, o resultado que dá a razão ou não. Fico triste com o que aconteceu?, elucidou o técnico, que prosseguiu.

?Eu tentei colocá-los. Sei que anteriormente não havia funcionado, mas é preciso dar oportunidade e confiança aos jogadores. Eu quero tirar minhas próprias conclusões. Cada jogo é uma oportunidade para cada jogador, que pode aproveitar ou não. Depois do jogo de hoje fiquei com algumas ideias. Obviamente, não gostei, mas teremos que trabalhar?, acrescentou.

Questionado se iria promover o retorno de Sidão no confronto de volta, já que Jean falhou no gol de Chiquinho ao sair mal de sua meta, Aguirre despistou. ?São coisas que teremos que decidir amanhã e segunda-feira. Não posso responder, não posso tirar conclusões definitivas por um jogo. Vamos analisando o rendimento, quem estiver melhor vai jogar?, apontou.

Agora, Aguirre terá apenas dois dias para fazer as correções necessárias, uma vez que o duelo de volta está marcado para esta terça-feira, às 21 horas (de Brasília), no Morumbi. Para avançar às semifinais, o São Paulo precisará bater o Azulão por dois gols de diferença, algo visto como possível para o uruguaio.

?Obviamente não é bom ter tão pouco tempo, mas as coisas são assim e não há tempo para desculpas. Tenho que assumir as responsabilidades, o São Paulo precisa melhorar, e entender que é um jogo de 180 minutos. É bom estar em campo já na terça-feira e esquecer essa atuação. Acabou a primeira parte e temos de conseguir a classificação. É difícil, mas possível. Confio que vamos conseguir?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS