PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

São-paulinos lamentam chances perdidas em revés para o Santos

O São Paulo dominou o Santos, criou chances de gol, mas pecou nas finalizações na derrota para o Santos, por 1 a 0, neste domingo, no Morumbi. Ao menos é a avaliação que os tricolores fizeram após o clássico válido pela oitava rodada do Campeonato Paulista. ?Fizemos um bom jogo. Criamos oportunidades no primeiro tempo, [?]

20:30 | 18/02/2018

O São Paulo dominou o Santos, criou chances de gol, mas pecou nas finalizações na derrota para o Santos, por 1 a 0, neste domingo, no Morumbi. Ao menos é a avaliação que os tricolores fizeram após o clássico válido pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

?Fizemos um bom jogo. Criamos oportunidades no primeiro tempo, demos dez chutes, contra dois deles. Infelizmente estamos pecando nas finalizações e no último passe, temos de corrigir isso. Dentro de casa não podemos perder. Tivemos uma sequência quebrada hoje?, disse Jucilei, referindo-se à interrupção da série de quatro vitórias seguidas.

Esta foi a segunda derrota do São Paulo em clássicos neste ano. Antes, em 27 de janeiro, havia perdido por 2 a 1 para o Corinthians, no Morumbi. Após o apito final, os mais de 36 mil tricolores vaiaram a equipe, que não pode perder para seus arquirrivais em casa, segundo Jucilei.

?Temos que vencer jogos grandes como esse, só assim acabaremos com as vaias. Não podemos vacilar em clássicos, ainda mais em casa. Criamos, mas estamos pecando no último passe?, analisou o volante.

Para o decepcionado técnico Dorival Júnior, o resultado do primeiro San-São do ano foi injusto. ?Minha avaliação é de que fizemos um grande jogo, consistente, buscando as penetrações, com posse de bola. Mas não fomos felizes nos momentos de definição?, pontuou, antes de ponderar.

?O maior problema de uma equipe é não criar. O São Paulo vem criando, conseguindo fazer o mais difícil. Estamos muito próximos de um acerto neste sentido. Temos de analisar a partida, não somente o resultado. A decepção é por tudo que fizemos em campo, merecíamos algo melhor?, lamentou.

Nesta tarde, o São Paulo foi melhor principalmente no primeiro tempo, exigindo defesas do goleiro Vanderlei. Terminou o duelo com 20 finalizações, quatro vezes mais que o rival. Ainda assim, o time vacilou na marcação a Gabigol e o atacante acertou belo chute de longe para marcar o terceiro dele neste retorno ao Santos, que se fechou bem na sequência para garantir o triunfo.

?O Santos fez um grande ataque, foi cirúrgico. Nós criamos inúmeras e não fomos felizes nas definições. A equipe está mudada, com outro comportamento, querendo muito buscar um acerto. Sentimos uma consistência grande, muito próximo de um acerto, que não tenho dúvidas que vai acontecer?, reiterou o treinador, cuja avaliação foi reproduzida por Diego Souza.

?A pressão é grande, a gente sabe que para jogar aqui tem que ter personalidade. A gente merecia a vitória pelo que fez no primeiro tempo, futebol tem disso, Santos fez o gol e se fechou. A gente atacou, teve penetração, jogadas de combinação, mas faltou caprichar mais nas finalizações para sair na frente?, disse o camisa 9.

Gazeta Esportiva

TAGS