PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Forner vê Coxa desgastado por decisões, mas amadurecido

Foi no sufoco, com uma atuação ruim, mas novamente sem desistir até o final da partida. Foi assim que o Coritiba garantiu sua classificação para a final da Taça Dionísio Filho, o primeiro turno do Campeonato Paranaense 2018, ao bater o Foz do Iguaçu nas penalidades após o empate em 1 a 1 no tempo [?]

20:45 | 18/02/2018

Foi no sufoco, com uma atuação ruim, mas novamente sem desistir até o final da partida. Foi assim que o Coritiba garantiu sua classificação para a final da Taça Dionísio Filho, o primeiro turno do Campeonato Paranaense 2018, ao bater o Foz do Iguaçu nas penalidades após o empate em 1 a 1 no tempo normal. O técnico Sandro Forner destacou a sequência de jogos decisivos enfrentados pelo Coxa nas última semana, o que explicaria as dificuldades enfrentadas, especialmente no primeiro tempo.

?Nós estamos decidindo desde o jogo contra o Parnahyba. Depois Londrina, Toledo, sempre decidindo, perdeu estava fora, aí viemos para essa. Temos um time jovem, com alguns experientes, muito tempo longe de casa. O desgaste físico e emocional é muito grande?, avaliou o treinador, que vê nos problemas uma chance de amadurecer o grupo. ?Tivemos alguns problemas, até físicos. Tomamos um gol de bola parada e no segundo tempo tentamos uma mudança para mexer um pouco, o campo estava pesado. Deu certo. Depois o Foz pressionou, mas para o amadurecimento do time foi muito importante?, acrescentou.

O comandante alviverde ainda viu algumas falhas recorrentes na equipe, mas justifica parte delas pelas circunstâncias desgastantes. ?Nós nos precipitamos um pouquinho na hora de pressionar a bola, damos uns espaços que não precisamos dar, ficamos ansiosos. E um grande time consegue manter. Mesmo que não jogue bem, defende bem. Temos problemas também de errar muitos passes. Aí começa a perder a bola e dar volume ao adversário. Mas, tem muitas coisas, viagem, utilizamos oito jogadores da base, e não é fácil?, avaliou.

Forner garante que o caminho seguido até o momento está correto e não mudará, com o Estadual servindo de preparação para o grande objetivo do ano, a Série B do Campeonato Brasileiro. ?Sabemos que tem muita coisa para melhorar. Não é porque classificou agora que vamos mudar o que estamos fazendo. É o propósito da diretoria colocar esses meninos para jogar em situações difíceis?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS