PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Demitido do Lille, Bielsa cobra R$ 73,4 milhões de indenização

Marcelo Bielsa deixou o comando do Lille em dezembro de 2017 após uma série de resultados ruins e algumas polêmicas com a diretoria. Demitido há mais de um mês, o treinador ainda é tema nos bastidores e pode forçar seu antigo clube a desembolsar uma quantia de aproximadamente R$ 73,4 milhões referentes a salários e [?]

10:45 | 02/02/2018

Marcelo Bielsa deixou o comando do Lille em dezembro de 2017 após uma série de resultados ruins e algumas polêmicas com a diretoria. Demitido há mais de um mês, o treinador ainda é tema nos bastidores e pode forçar seu antigo clube a desembolsar uma quantia de aproximadamente R$ 73,4 milhões referentes a salários e danos causados pelo rompimento do contrato, de acordo com a informação veiculada pelo L?Équipe.

A publicação do jornal francês confirmou a consulta de documentos que comprovam a solicitação do técnico de 13,6 milhões de euros (cerca de R$ 53,7 milhões) referentes aos ordenados do contrato e outros cinco milhões (em torno de R$ 19,75 milhões) por danos que não foram especificados.

Clube e treinador já se encontraram no tribunal da comissão jurídica da liga francesa, mas a audiência terminou sem um acordo entre as partes. No próximo encontro, programado para o próximo dia 5, o clube francês já tem conhecimento dos documentos descritos pelo treinador e seus advogados, que serão analisados.

De acordo com o jornal, Marcelo Bielsa tenta ter uma cláusula de seu contrato reconhecida pelos advogados do Lille, que afirma a necessidade do pagamento de uma indenização em caso de rompimento do vínculo antes do prazo estipulado na assinatura.

O primeiro indício da demissão do ?El loco? aconteceu no dia 22 de novembro, quando a diretoria afastou o treinador do cargo. No dia 15 do mês seguinte, o contrato de Bielsa foi rescindido por má conduta do comandante contratado no início da temporada para dirigir os brasileiros Thiago Mendes e Luiz Araújo, vendidos pelo São Paulo, e Thiago Maia, negociado junto ao Santos.

 

Gazeta Esportiva

TAGS