select ds_midia_link from midia where cd_midia = limit 1
Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Barcelona reencontra 'pedra no sapato' na Liga dos Campeões

20:15 | Fev. 19, 2018
Autor -
Foto do autor
- Autor
Tipo Notícia

O Barcelona tem um jogo muito complicado pela frente, visitando o Chelsea no Estádio Stamford Bridge, em Londres, pela rodada de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. O time inglês costuma causar problemas ao Barça historicamente, eliminando os espanhóis nas edições de 2005, de 2006 e de 2012, ano em que conquistaram o caneco pela única vez. O confronto será disputado às 16h45 (horário de Brasília).

“A história fica de fora do campo quando a bola começa a rolar. Estamos falando de dois times que são muito tradicionais e que tem uma rica tradição. O Barcelona é muito forte tecnicamente e com certeza vai exigir o nosso limite se quisermos lutar pela classificação. Mas meus jogadores sabem como é complicado avançar e vão se empenhar muito. Estou confiante em um bom jogo por parte do Chelsea”, disse o italiano Antonio Conte, comandante do time inglês.

Se historicamente o Chelsea se dá bem, o momento é do Barcelona, que vem fazendo uma bela temporada. Os catalães terminaram seu grupo na fase de classificação em primeiro lugar e vêm brilhando no Campeonato Espanhol, título que devem conquistar de forma tranquila. O Chelsea, por sua vez, não tem mais possibilidades de ser campeão inglês e o trabalho de Antonio Conte vem sendo alvo de críticas. A Champions League se tornou a principal aposta dos britânicos.

“O Barcelona não leva em consideração o que está acontecendo na temporada, pois sabemos que vamos encontrar sérios problemas. O Chelsea vai jogar as suas fichas na Champions League e isso torna a partida bem mais complicada para a nossa equipe. Quem pensa algo diferente disso não está antenado com o futebol atual”, analisou Ernesto Valverde, comandante do Barcelona.

O Barça aposta na força de sua linha de frente, com Lionel Messi e Luis Suárez. Porém, não terá dessa vez o brasileiro Philippe Coutinho, que já defendeu o Liverpool na competição e não foi inscrito pelo clube espanhol. Já o Chelsea aposta as fichas nos meias William e Eden Hazard.

FICHA TÉCNICA

CHELSEA X BARCELONA

Local: Estádio Stamford Bridge, em Londres, Inglaterra

Data: 20 de fevereiro de 2018, terça-feira

Horário: 16h45 (horário de Brasília)

Árbitro: Cüneyt Çak%u0131r (Turquia)

Assistentes: Bahattin Duran e Tarik Ongun (Turquia)

CHELSEA: Courtois; Azpilicueta, Christensen e Cahill; Moses, Drinkwater, Kante, Fabregas, Marcos Alonso (Barkley) e Hazard; Morata

Técnico: Antonio Conte

BARCELONA: Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Umtiti e Jordi Alba; Sergio Busquets, Paulinho, Rakitic e Iniesta; Messi e Suárez

Técnico: Ernesto Valverde

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Parceria com a esposa rende medalha para Bruno Fratus nas Olimpíadas de Tóquio

Jogos Olímpicos
2021-08-01 20:18:11
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O nadador brasileiro Bruno Fratus conquistou o bronze nos 50m livre na manhã deste domingo, 1°, (noite de sábado. 31. no Brasil), nos Jogos de Tóquio. A medalha também representa a primeira de um atleta treinado por uma mulher na natação brasileira. Ele é orientado pelo americano Breatt Hawke e por sua esposa, Michelle Lenhardt, ex-nadadora olímpica, que o acompanhou em Tóquio.

Após a premiação, com a medalha no peito, o brasileiro beijou o pódio e correu para abraçar Michelle, que estava na área da piscina.

"(Tenho que agradecer a) Michelle, minha esposa, o que ela me falou antes da prova fez toda diferença. Me permitir ser feliz independente do que acontecesse hoje. (E ao) Brett Hawke, meu melhor amigo, meu técnico, que estava mais ansioso do que eu”, afirmou ao site do COB

No Centro Aquático da capital japonesa, Fratus completou a prova com o tempo de 21s57, atrás do medalhista de ouro americano Caeleb Dressel (21.07), que bateu o recorde olímpico que pertencia ao brasileiro César Cielo (21s30), estabelecido em Pequim 2008, e do francês Florent Manaudou (21s55), que ganhou a prata.

Em sua terceira participação em Jogos Olímpicos, o nadador nascido em Macaé (RJ) já havia chegado a duas finais nos 50m livre, ficando em quarto em Londres 2012 e sexto na Rio 2016.

O atleta de 32 anos é o nono nadador do Brasil a subir no pódio individual nas Olimpíadas, além de ser o responsável pela quarta medalha do país nos 50m livre do maior evento esportivo do mundo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

FIA desclassifica Vettel e Hamilton sobe para segundo no GP da Hungria

Fórmula 1
2021-08-01 20:13:00
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

O pódio do Grande Prêmio da Hungria, realizado neste domingo, 1º, sofreu uma alteração importante. Segundo colocado na corrida, o alemão Vettel recebeu uma punição da FIA e foi desclassificado. Com isso, Sainz subiu ao terceiro lugar e Hamilton terminou atrás apenas do campeão Ocon.

A felicidade de Sebastian Vettel pela conquista do pódio durou pouco tempo. O alemão foi punido pela Federação Internacional de Automobilismo pela quantia de combustível no carro ao final da corrida.

A FIA exige que os carros terminem os Grandes Prêmios com um mínimo de 1L de gasolina, isso porque a substância é encaminhada diretamente para a análise. Vettel finalizou a prova da Hungria com apenas 300ml de combustível.

Punido, a desclassificação de Seb resultou no pódio para o ferrarista Carlos Sainz e deixou Lewis Hamilton na segunda posição da tabela final.

O piloto britânico que já havia ultrapassado o rival Verstappen na classificação geral aumentou sua vantagem - Hamilton chega aos 195 pontos, oito de diferença em relação ao neerlandês.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Doutor Lorim, candidato de Ciro Gomes vence eleições em Missão Velha

Política
2021-08-01 20:12:00
Autor Carlos Mazza
Foto do autor
Carlos Mazza Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O candidato do PDT, Dr. Lorim, foi o vencedor das eleições suplementares de Missão Velha, realizada neste domingo, 1º. Ele obteve 11994 votos (52.84%), contra 10793 (47.16%) de Fitinha, do PT.

A eleição na cidade foi marcada por forte acirramento, principalmente após Luiz Inácio Lula da Silva e Ciro Gomes entrarem na disputa, declarando apoio aos candidatos de seus respectivos partidos.

A disputa entre Ciro e Lula em Missão Velha é uma antecipação do cenário eleitoral de 2022, onde os aliados históricos irão pleitear a presidência da República.

Para conter os ânimos, o policiamento foi reforçado no município, com o envio de 120 policiais militares, 10 policiais civis e 10 policiais federais.

Mesmo sob forte tensão, a votação foi considerada tranquila pelo juiz eleitoral Djalma Dantas Sobreira. “Tivemos alguma hostilidade, mas é natural numa eleição municipal, principalmente quando ela foi anulada. Tivemos certa hostilidade, mas hostilidade com respeito, nada que justificasse a intervenção policial ou da justiça”, disse o magistrado.

Na última quinta-feira, 29, agentes da Polícia Federal cumpriram três mandados de busca e apreensão, com o intuito de combater crimes de corrupção eleitoral, popularmente conhecido como “compra de votos” e violação do sigilo do voto, previstos nos artigos 299 e 312 do Código Eleitoral.

Neste domingo agentes da PF encontraram material de campanha, mas como não havia distribuição no momento da apreensão, o material foi levado para o cartório eleitoral da cidade e não houve o registro de propaganda eleitoral irregular. (Colaboraram Carlos Viana e Carolina Parente)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Atleta de Belarus é obrigada a deixar as Olimpíadas de Tóquio após criticar sua federação

Jogos Olímpicos
2021-08-01 20:08:02
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A atleta de Belarus Krystsina Tsimanouskaya foi obrigada a suspender sua participação nos Jogos de Tóquio-2020 depois de ter criticado publicamente sua federação, afirmou neste domingo, 1º, a Fundação Bielorrussa de Solidariedade Esportiva.

"Estou segura e estamos decidindo onde passarei a noite", declarou a atleta em um comunicado publicado no Telegram pouco depois das 12h00 (horário de Brasília) pela Fundação Bielorrussa de Solidariedade Esportiva.

"O COI (Comitê Olímpico Internacional) e Tóquio-2020 falaram diretamente com Krystsina Tsymanouskaya esta noite. Está com as autoridades no aeroporto de Haneda e acompanhada por um membro da equipe de Tóquio-2020. Ela disse que se sente segura", confirmou o COI, para quem a atleta pediu ajuda.

O Comitê Olímpico de Belarus, dirigido por Viktor Lukashenko, filho do presidente do país Alexander Lukashenko, afirmou em nota que a atleta teve que suspender sua participação nos Jogos "por decisão dos médicos, devido ao seu estado emocional e psicológico".

Uma declaração classificada como "mentira" pela atleta no aeroporto da capital japonesa.

Krystsina Tsimanouskaya criticou a Federação Bielorrussa de Atletismo, ao afirmar que foi obrigada a participar do revezamento de 4x400 metros, quando inicialmente deveria correr nas provas de 100 e 200 metros, devido à quantidade insuficiente de testes antidoping realizados por outros dois atletas bielorrussos.

"Por que nós devemos pagar os erros de vocês? (...) É arbitrário!", publicou indignada.

"Nunca teria reagido desta forma tão severa se tivessem me explicado a situação completa com antecedência e perguntassem se eu poderia correr os 400 metros. Mas decidiram fazer tudo pelas minhas costas", acrescentou em outra publicação.

Essas declarações não estavam mais disponíveis neste domingo na sua conta do Instagram.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Olimpíadas de Tóquio: sorteio define Japão como adversário do Brasil nas quartas do vôlei

Jogos Olímpicos
2021-08-01 19:55:00
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Neste domingo, 1°, foi realizado um sorteio para definir os confrontos das quartas de final do vôlei masculino no Jogos Olímpicos de Tóquio. Segundo colocado no grupo B, o Brasil vai enfrentar o Japão.

Na mesma chave da Seleção Brasileira, o Comitê Olímpico da Rússia vai duelar com o Canadá. Os russos foram os únicos que derrotaram o Brasil na primeira fase e podem cruzar o caminho do time de Ranan Dal Zotto novamente em uma eventual semifinal. Do outro lado, a Polônia enfrenta a França, enquanto a Itália duela com a Argentina.

Na primeira fase, apesar da derrota contra o Comitê Olímpico Russo, o Brasil venceu os outros quatro jogos, contra Tunísia (3 a 0), Argentina (3 a 2), Estados Unidos (3 a 1) e França (3 a 2).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags