PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Neymar diz querer fazer história no PSG, mas nega protagonismo

Um dia depois de Neymar protagonizar duas grandes polêmicas no duelo contra o Rennes, pela semifinal da Copa da Liga Francesa, o Paris Saint-Germain publicou uma entrevista com o craque brasileiro em seu site oficial. O camisa 10 da equipe comentou sobre seu início no clube, elogiou seus companheiros de time e até mesmo negou [?]

18:00 | 31/01/2018

Um dia depois de Neymar protagonizar duas grandes polêmicas no duelo contra o Rennes, pela semifinal da Copa da Liga Francesa, o Paris Saint-Germain publicou uma entrevista com o craque brasileiro em seu site oficial. O camisa 10 da equipe comentou sobre seu início no clube, elogiou seus companheiros de time e até mesmo negou o rótulo de principal jogador do PSG.

Após estampar as manchetes dos principais veículos esportivos do mundo por conta de um domínio de costas seguido por um chapéu no jogador do Rennes e também por oferecer ajuda a um rival que estava caído, mas enganá-lo retirando as mãos que havia oferecido como apoio, Neymar foi posto em evidência pelo PSG de uma outra maneira: falando sobre sua eficiência dentro de campo com a camisa do clube.

Confira abaixo a entrevista completa concedida por Neymar ao site oficial do Paris Saint-Germain:

Neymar, você realiza um início de temporada excepcional, com 26 gols marcados em 24 partidas oficiais. Você imaginava um desempenho tão bom assim neste início pelo Paris?

?Não, eu não esperava essas estatísticas no meu início pelo Paris. Mas estou aqui para ajudar o time, meus companheiros de equipe e tentar fazer o melhor todos os dias e em todos os jogos. Isso é o mais importante.?

Esta é a primeira vez em sua carreira que você marca tantos gols em tão pouco tempo?

?Sim, é a primeira vez, mas eu quero fazer mais. Marcar mais gols, jogar melhor, espero que continue assim.?

A aventura de Neymar Jr. em Paris está apenas começando?

?Sim, este é apenas o começo!?

Você tem como objetivo ser o jogador mais decisivo da equipe?

?Não, não tenho o objetivo de ser o jogador da equipe, o cara que faz o máximo de passes ou quem mais marca. Eu jogo o meu futebol, faço o que sei, tento criar o jogo, marcar gols e dar assistências. Eu vim para isso. Com Cavani, Mbappé ou Di María, podemos contar com vários jogadores decisivos. Eles também atuam com o desejo de criar oportunidades, marcar e ganhar partidas.?

Hoje, o Paris é um dos melhores ataques da Europa, e temos a impressão de que o entrosamento entre os jogadores ofensivos ocorreu naturalmente?

?É verdade que foi rápido, mas ainda precisamos de tempo para nos conhecer melhor, mas estamos no caminho certo.?

Como você se comunica em campo?

?Nós falamos a língua do futebol, é uma linguagem única, os jogadores inteligentes falam o mesmo idioma em campo.?

Você foi eleito melhor jogador do mês de dezembro na Ligue 1. O que isso te representa?

?Estou feliz, mas o futebol não é um esporte individual, então meus companheiros de equipe também merecem essa distinção, porque sem eles eu não teria conseguido isso. Gostaria de agradecer a todos por sua participação, mas também por seu compromisso em campo. Estou muito feliz com isso.?

Qual é a força do ataque deste Paris Saint-Germain?

?Ela vem da qualidade dos jogadores, o talento de todos em campo. Nossa equipe não depende apenas de seus três atacantes. A bola deve vir da melhor forma para marcar os gols. Se não houvesse os meio-campistas e os defensores para fazer isso, seria impossível!?

Você marcou contra o Montpellier o 2000º gol da história do clube no Parc des Princes. É um orgulho para você?

?Sim, entrar para a história do clube é muito importante para um jogador. Eu vim aqui para isso, para entrar na história e fazer o Paris Saint-Germain progredir.?

Para finalizar, você acaba de receber o seu 3º troféu Samba de Ouro, que premia o melhor jogador brasileiro atuando na Europa?

?É uma grande honra, estou muito feliz, especialmente porque há muitos jogadores brasileiros de qualidade na Europa. É uma honra para mim receber mais uma vez esse troféu e continuarei trabalhando duro para ajudar meus colegas de equipe.?

Gazeta Esportiva

TAGS