PUBLICIDADE
Futebol

Nenê quer ajudar garotos, mas deve tirar espaço de Shaylon no São Paulo

Apresentado na última segunda-feira como reforço do São Paulo para as próximas duas temporadas, o meia Nenê chegou falando em ajudar o clube a retomar o caminho das conquistas. E, dentre suas principais atribuições no elenco, prometeu ajudar os garotos oriundos do CT de Cotia no processo de transição para o profissional. ?Não sou salvador [?]

09:15 | 30/01/2018

Apresentado na última segunda-feira como reforço do São Paulo para as próximas duas temporadas, o meia Nenê chegou falando em ajudar o clube a retomar o caminho das conquistas. E, dentre suas principais atribuições no elenco, prometeu ajudar os garotos oriundos do CT de Cotia no processo de transição para o profissional.

?Não sou salvador da pátria, mas vou ajudar meus companheiros. Temos um elenco muito bom, molecada muito boa. Ajudei nessa parte no Vasco, então posso ajudar na maturidade, dando confiança. Aqui também tenho esse desafio de levar o time de volta à Libertadores e conquistar títulos?, afirmou o atleta de 36 anos.

No entanto, sua entrada na equipe pode tirar o espaço de uma das jovens promessas das categorias de base. Trata-se do meia Shaylon, de 20 anos, que atualmente ocupa um lugar no time titular de Dorival Júnior.

Promovido ao profissional em 2017 com o aval de Rogério Ceni, Shaylon vem tendo uma sequência com Dorival desde o fim do ano passado. Nesta temporada, foi titular nos últimos três jogos, atuando como meia centralizado no lugar de Cueva, que segue afastado das listas de relacionados pela diretoria.

Autor de 11 gols em 49 partidas na última temporada, Nenê liderou o Vasco na boa campanha no Campeonato Brasileiro, que rendeu ao Cruz-Maltino uma vaga na Copa Libertadores de 2017. O meia, portanto, chega ao clube do Morumbi com status de titular e deve sacramentar tal condição assim que tiver a documentação regularizada.

Assim, caso realmente se torne titular, Nenê terá Petros, Brenner e Marcos Guilherme ao seu lado na linha ofensiva de quatro armadores. A tendência, portanto, é que Brenner também perca o espaço quando Cueva reassumir sua posição na equipe, já que Diego Souza é o centroavante preferido de Dorival.

Contratado pelas próximas duas temporadas, Nenê aguarda ter seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF para poder estrear com a camisa tricolor. A tendência é que, mesmo que seja regularizado a tempo, ele não atue contra o Madureira, nesta quarta-feira, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Dessa forma, sua primeira partida pelo Tricolor deve ocorrer diante do Botafogo-SP, neste sábado, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista.

Gazeta Esportiva

TAGS