PUBLICIDADE
Futebol

Leco respalda Raí e diz buscar harmonia entre São Paulo e Cueva

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, respaldou o diretor-executivo de futebol Raí, que barrou o meia Christian Cueva dos últimos dois jogos da equipe no Campeonato Paulista e da estreia na Copa do Brasil, marcada para esta quarta-feira, contra o Madureira, em Londrina. ?Em relação àquilo que o [?]

16:15 | 30/01/2018

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, respaldou o diretor-executivo de futebol Raí, que barrou o meia Christian Cueva dos últimos dois jogos da equipe no Campeonato Paulista e da estreia na Copa do Brasil, marcada para esta quarta-feira, contra o Madureira, em Londrina.

?Em relação àquilo que o Raí disse, é o espelho exato do que pensa a instituição, uma perfeita sintonia e entendimento?, afirmou Leco, durante a apresentação de Diego Lugano como superintendente de relações institucionais, nesta terça-feira, no CT da Barra Funda.

?Entendo que a obra na vida passa por momentos melhores, difíceis, percalços e desvios, mas temos de ter a grandeza e entendimento para poder discernir o que é importante?, acrescentou. De acordo com o mandatário, contudo, o clube está trabalhando para ?melhorar a relação? com o polêmico camisa 10.

?O fundamental não é o que é importante para o futebol do São Paulo, mas para a instituição e as pessoas envolvidas. É possível desenvolver ações que conduzam a uma harmonização e melhora na relação, porque ao clube interessa a preservação de seus ativos. Mas, não só pelo interesse comercial, mas pelo o que esse ativo pode produzir em prol do clube e da torcida?, concluiu Leco.

Um dos pilares do esquema de Dorival Júnior, Cueva acumulou dois episódios de indisciplina em menos de um mês em 2018. Primeiro, alvo de campanhas publicitárias em seu país, o peruano se reapresentou para a pré-temporada com seis dias de atraso, sendo multado no salário por isso.

Depois, insatisfeito com a condição de reserva e diante de uma proposta do Al-Hilal, da Arábia Saudita, o meia pediu para não jogar em Mirassol, pela terceira rodada do Estadual. Em comunicado oficial, na véspera do duelo em Mirassol, Raí afirmou que o jogador não estava comprometido com o clube naquele momento e que, por isso, seria cortado da partida no interior paulista.

Em seguida, Cueva rebateu Raí ao afirmar em sua conta no Instagram que estava comprometido com a equipe. O peruano prontamente apagou o post e o atribuiu a um funcionário que cuida de suas redes sociais durante seu pedido de desculpas à torcida.

Na última segunda-feira, após as apresentações de Nenê e Tréllez, o diretor-executivo de futebol falou que Cueva precisa recuperar a confiança antes de voltar a ficar à disposição de Dorival e que ele só ficaria no clube se não causar mal-estar no elenco.

Gazeta Esportiva

TAGS