PUBLICIDADE
Futebol


Cueva contradiz Raí e se diz comprometido com o São Paulo

? Aos torcedores do São Paulo gostaria de esclarecer a minha ausência da partida contra o Mirassol: Estou tão comprometido com o clube , que na última partida não estava programado eu ir para o jogo, e eu pedi para ir para ajudar o São Paulo, pois vínhamos de uma derrota. Esperava começar jogando amanhã [?]

17:15 | 23/01/2018

O meia Christian Cueva usou sua conta do Instagram para se posicionar a respeito de seu pedido para não jogar contra o Mirassol, nesta quarta-feira, pelo Campeonato Paulista. Na mensagem, o peruano garante estar comprometido com o clube, o que contradiz a afirmação do diretor-executivo de futebol Raí.

?Aos torcedores do São Paulo gostaria de esclarecer a minha ausência da partida contra o Mirassol: estou tão comprometido com o clube, que na última partida não estava programado eu ir para o jogo, e eu pedi para ir para ajudar o São Paulo, pois vínhamos de uma derrota?, escreveu o camisa 10, que entrou no segundo tempo do empate sem gols diante do Novorizontino, no último sábado, no Morumbi.

?Esperava começar jogando amanhã para estar bem de ritmo e fisicamente para o jogo contra o Corinthians, porém por opção da comissão técnica eu ia (começar) no banco de reservas, então me pareceu que não sou importante para o time, e pedi para não viajar e analisar as propostas que chegaram para mim. Estou à disposição sempre para ajudar esse grande clube, jogando?, decretou o peruano.

A proposta a que Cueva se refere veio do Al Hilal, da Arábia Saudita, que se dispôs a pagar 1 milhão de dólares (R$ 3,23 milhões) por empréstimo de uma temporada, com preço fixado de compra ao final do vínculo de mais 4 milhões de dólares (R$ 12,8 milhões).

O São Paulo garante ter recusado a proposta, já que espera contar com o peruano ao menos até a Copa do Mundo. Na semana passada, o estafe do jogador também havia recebido sondagem do russo Krasnodar.

Pouco antes, por meio de comunicado oficial, Raí havia dito que Cueva ?não está plenamente comprometido com a agente do clube neste momento. Assim, decidimos não levá-lo com a delegação para Mirassol?. O dirigente já havia repreendido o jogador por ter se reapresentado com seis dias de atraso para a pré-temporada e o multou no salário.

?Nós lamentamos essa situação e estamos trabalhando para tê-lo apto física e mentalmente e à disposição para voltar a contribuir com o São Paulo o mais rápido possível. O São Paulo não abre mão do jogador neste momento?, completou Raí.

Gazeta Esportiva

TAGS