PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Roma para em goleiro do Chievo e tropeça no Italiano

Neste domingo, pela rodada de número 16 do Campeonato Italiano, a Roma visitou o Chievo no Estádio Marc?Antonio Bentegodi e não conseguiu superar o zero no placar. O time da capital não fez uma atuação brilhante e parou nas mãos do goleiro Stefano Sorrentino quando teve chances de marcar. O resultado é ruim para a [?]

10:45 | 10/12/2017

Neste domingo, pela rodada de número 16 do Campeonato Italiano, a Roma visitou o Chievo no Estádio Marc?Antonio Bentegodi e não conseguiu superar o zero no placar. O time da capital não fez uma atuação brilhante e parou nas mãos do goleiro Stefano Sorrentino quando teve chances de marcar.

O resultado é ruim para a Giallorrosi, que perdeu a chance de se aproximar dos líderes da competição. O empate mantém a equipe na quarta posição, com 35 pontos ganhos, cinco atrás da primeira colocada Inter de Milão. O Chievo, por sua vez, vai a 21 pontos e, em décimo permanece embolado no meio de tabela. Os próximos adversários dos times serão Cagliari e Crotone, respectivamente

O Jogo ? Para quem pretende colar nos líderes do campeonato, a Roma fez muito pouco durante o primeiro tempo contra o Chievo. Abusando das jogadas de linha de fundo e dos cruzamentos para a área, o time não conseguiu criar com qualidade diante da forte marcação do time da casa.

Foi o Chievo, inclusive, quem teve a primeira chance clara de gol, aos . Em cobrança de falta na intermediária, o atacante Roberto Inglese pegou a sobra do cruzamento, após falha da defesa visitante. A bola caprichosamente bateu no travessão e saiu para tiro de meta.

A Roma só não abriu o placar aos 24 minutos porque o goleiro Sorrentino operou um verdadeiro milagre. Em bola cruzada na área, Shick desviou e o arqueiro caiu para fazer ótima defesa no canto direito. No rebote, o brasileiro ex-Fluminense Gerson chegou batendo, com o gol aberto. O italiano, caído, voou para salvar o time da casa pela segunda vez no mesmo lance.

A equipe da capital só voltou a levar perigo depois do intervalo. Aos 15 minutos da etapa final, Gonalons tabelou na entrada da área e saiu em boas condições para finalizar a jogada. No entanto, o meia não pegou em cheio com a perna esquerda e viu Sorrentino mandar para escanteio. Aos 28, o goleiro apareceu de novo, espalmando a pancada de Kolarov de fora da área, rendendo aplausos dos torcedores presentes do Bentegodi.

Aos 32, Dzeko perdeu boa oportunidade de enfim abrir o placar. Nainggolan foi à linha de fundo após boa troca de passes e fez o cruzamento. A bola, à meia altura, passou com muito perigo na frente do gol do Chievo e chegou ao atacante, na segunda trave. O bósnio colocou o pé, mas ela acabou subindo demais.

Aos 38, Shick recebeu pela esquerda e bateu da entrada da área. A bola desviou na marcação e foi no contrapé de Sorrentino. Mesmo surpreendido, o arqueiro voltou a salvar o Chievo, desta vez com os pés, se consagrando como o nome do jogo.

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS