PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Com 100 jogos na Liga dos Campeões, Robben recorda passagem ruim pelo Real

Arjen Robben está prestes a completar seu centésimo jogo pela Liga dos Campeões. Em entrevista ao site oficial da Uefa, entidade maior do futebol europeu, o atacante do Bayern de Munique recordou alguns dos momentos mais marcantes de sua trajetória no torneio continental. A passagem pelo Real Madrid é um deles, ainda que não traga [?]

15:45 | 04/12/2017

Arjen Robben está prestes a completar seu centésimo jogo pela Liga dos Campeões. Em entrevista ao site oficial da Uefa, entidade maior do futebol europeu, o atacante do Bayern de Munique recordou alguns dos momentos mais marcantes de sua trajetória no torneio continental. A passagem pelo Real Madrid é um deles, ainda que não traga recordações positivas ao jogador.

?O objetivo era ganhar o décimo título do clube na competição. Este era realmente o nosso sonho. Joguei no Real Madrid por duas temporadas, mas não conseguimos ganhar o troféu. Passamos por momentos difíceis e não chegamos muito longe no torneio. Não guardo boas recordações dessa etapa da minha carreira?, admitiu, se referindo às temporadas 2007/08 e 2008/09. Na primeira delas, os merengues caíram nas oitavas de final, diante da Roma, e na segunda, a eliminação aconteceu diante do Liverpool, na mesma fase.

Mesmo assim, o holandês ainda exitou em deixar o Santiago Bernabéu para se transferir ao Bayern de Munique, onde joga até hoje e onde viveu seus melhores momentos na carreira. ?Senti que estava dando um passo atrás. O Bayern não havia tido tantos êxitos na Europa em anos anteriores e meu objetivo era alcançar o mais alto nível possível, para ganhar a Champions League?, assumiu.

A primeira partida de Robben em uma Liga dos Campeões foi no ano de 2002, quando tinha 18 anos de idade e ainda atuava pelo PSV Eindhoven. O atacante considera a data como um marco especial em sua trajetória, em que afirma ter realizado um sonho. Ainda acumulando uma passagem pelo Chelsea, o jogador sofreu duas derrotas na final do torneio de clubes mais importante do velho continente antes de, finalmente, se sagrar campeão em 2013. Em 2010, o Bayern perdeu da Inter de Milão na decisão, enquanto em 2012, o algoz foi o Chelsea.

?Se você joga duas finais de Liga dos Campeões e perde ambas, é doloroso. Não é assim que você deseja marcar seu nome nos livros de história?, apontou, revelando os sentimentos após a tão esperada conquista, contra o rival alemão Borussia Dortmund. ?Você pensa em tudo, nas emoções, que realmente conseguiu alcançar seu objetivo como jogador e como equipe, que chegou ao topo. Era meu sonho como jogador?, contou.

O feito de 100 jogos em Ligas dos Campeões será alcançado por Robben nesta terça-feira, quando o Bayern recebe o Paris Saint-Germain em Munique, a partir das 17h45, pela última rodada da fase de grupos do torneio. Mesmo com a vitória, os alemães dificilmente conseguirão tomar a liderança da chave, dada a larga vantagem dos franceses no saldo de gols.

Gazeta Esportiva

TAGS