PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Brasileiros brilham em clássico alucinante entre Arsenal e Liverpool

Arsenal e Liverpool fizeram um daqueles clássicos que o torcedor deveria pagar outro ingresso na hora de sair do estádio. O jogaço foi disputado em Londres, na casa dos Ganners, e foi válido pela 19ª rodada do Campeonato Inglês, a Premier League. Era confronto direito por uma briga no G4 e, no fim, as coisas [?]

19:15 | 22/12/2017

Arsenal e Liverpool fizeram um daqueles clássicos que o torcedor deveria pagar outro ingresso na hora de sair do estádio. O jogaço foi disputado em Londres, na casa dos Ganners, e foi válido pela 19ª rodada do Campeonato Inglês, a Premier League. Era confronto direito por uma briga no G4 e, no fim, as coisas continuaram como estavam depois de um empate alucinante por 3 a 3, mas com certeza valeu muito mais que um ponto para quem pôde acompanhar o clássico.

Apesar de atuar como visitante, o time de Liverpool dominou completamente a primeira etapa. Os comandados de Jürgen Klopp tiveram mais posse de bola, trocaram passes com facilidade e criaram inúmeras oportunidades de gol.

Em uma delas, o brasileiro Philippe Coutinho abriu o placar aos 25 minutos, graças a bela jogada de Salah. Na sequência, Firmino não ampliou com um golaço por poucos centímetros.

Antes do intervalo, os Reds ainda tiveram uma chance de ouro depois de falha grosseira de Koscielny, mas Salah acabou parando na defesa de Cech. Mané pegou o rebote e emendou um voleio. O lance foi lindo, mas não alterou o placar.

Os torcedores do Arsenal imploravam pelo fim do primeiro tempo. Ele veio, mas a situação não mudou. O time de Arsene Wenger levou um duro golpe logo aos seis minutos, em contra-ataque mortal do Liverpool que culminou com um lindo gol de Salah. Dessa vez ele fez e fez bonito.

O jogo parecia nas mãos do Liverpool e uma reação do Arsenal podia ser vista como um sonho. Mas o futebol é espetacular por causa disso. Repentinamente, os Gunner mudaram de postura, jogadores apagados resolveram aparecer e em incríveis seis minutos o time da casa levou o estádio ao êxtase com três gols e uma virada incrível.

O primeiro a marcar foi Alexis Sánchez depois de cruzamento da direita. O chileno foi mais esperto e imediatamente correu para levar a bola ao meio de campo. Aos 10, Xhaka arriscou um foguete de longe, contou com a colaboração do goleiro Mignolet e empatou o clássico. E finalmente aos 13 minutos, Özil teve a calma que lhe é peculiar para aproveitar passe de calcanhar de Lucazette, tocar por cima de Mignolet e correr para o abraço.

Era a vez do Liverpool se mostrar abalado, apático e totalmente dominado, mas surpreender a todos com uma reação. E ela veio sob os pés de Roberto Firmino. O atacante brasileiro recebeu lindo lançamento de Emre Can e não perdoou Cech, que ainda tocou na bola. Tudo igual de novo.

Talvez a igualdade fosse o que o jogo merecesse. Afinal, com tanta dedicação e categoria dos atletas na tarde dessa sexta em Londres, seria uma decepção para qualquer um dos times ter de voltar aos vestiários derrotado. Sendo assim, o Liverpool segue na quarta colocação, com 35 pontos, com o Arsenal na cola, em quinto, com 34 pontos. Ambos já estão distantes do líder Manchester City, que soma 52 pontos, e ainda têm Manchester United e Chelsea no meio desse caminho.

 

Gazeta Esportiva

TAGS