PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Giuliano afirma que ?ligou o alerta? após não ter sido convocado

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, o meia Giuliano, convocado para defender a Seleção Brasileira nos amistosos de final de ano contra o Japão e a Inglaterra, afirmou que usou sua ausência na última lista do técnico Tite como fator de motivação. O jogador, que defende o Fenerbahçe, da Turquia, ficou de fora da última [?]

15:30 | 06/11/2017

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, o meia Giuliano, convocado para defender a Seleção Brasileira nos amistosos de final de ano contra o Japão e a Inglaterra, afirmou que usou sua ausência na última lista do técnico Tite como fator de motivação.

O jogador, que defende o Fenerbahçe, da Turquia, ficou de fora da última convocação do comandante brasileiro, para as partidas contra a Bolívia e o Chile, em setembro, pelas rodadas finais das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

?Foi um sentimento ruim, de estar fora, não ter sido chamado. Por outro lado, foi um pontinho a mais, de ligar o alerta: não entra na zona de conforto, precisa melhorar. Usei isso de motivação, para que eu me esforçasse, me dedicasse mais?, constatou.

Giuliano, destacando que o espírito no elenco ?já é de Copa do Mundo desde a classificação?, contou também que, assim como o restante do elenco da Seleção, busca ter um bom desempenho dentro de campo para continuar sendo lembrado por Tite nas listas convocatórias futuras.

?É uma vaga concorrida, cada um está buscando seu espaço, a competitividade é muito grande. Vários estão brigando por essas posições, todos querem participar da Copa. Temos que aproveitar da melhor forma possível, realmente entregar tudo o que nós temos, para que a gente faça bem o nosso trabalho e nos dê a capacidade de representar nosso país na Rússia?, completou.

Toda a comissão do Brasil, envolvendo equipe técnica e jogadores, está hospedada em Paris, onde realizará a preparação para o amistoso contra o Japão, em partida que será disputada em Lille, na França, às 10h00 (horário de Brasília) desta sexta-feira.

Gazeta Esportiva

TAGS