PUBLICIDADE
Futebol


Tite destaca primeiro tempo e isenta Cássio por gol do Japão

Sem correr grandes riscos, a Seleção Brasileira ganhou do Japão por 3 a 1 na manhã desta sexta-feira, em Lille. O técnico Tite, satisfeito com o desempenho de sua equipe no primeiro tempo, isentou o goleiro Cássio de uma eventual responsabilidade no gol do time asiático. Na etapa inicial, com Jemerson, Giuliano e Danilo como [?]

14:15 | 10/11/2017

Sem correr grandes riscos, a Seleção Brasileira ganhou do Japão por 3 a 1 na manhã desta sexta-feira, em Lille. O técnico Tite, satisfeito com o desempenho de sua equipe no primeiro tempo, isentou o goleiro Cássio de uma eventual responsabilidade no gol do time asiático.

Na etapa inicial, com Jemerson, Giuliano e Danilo como titulares, a Seleção Brasileira foi amplamente superior. Neymar abriu o marcador em cobrança de pênalti, Marcelo aumentou com um golaço de pé direito e Gabriel Jesus completou.

?A mecânica demora um pouquinho para engrenar, mas, mesmo com as modificações, tivemos fluência e desempenho. O mais importante não é o conseguido, mas o merecido. Principalmente no primeiro tempo, a equipe teve um grande desempenho?, afirmou Tite.

Na etapa complementar, pensando em fazer testes para definir a lista de convocados ao Mundial, Tite promoveu as seis alterações a que tinha direito ao colocar Diego Souza, Alex Sandro, Douglas Costa, Taison e o goleiro Cássio, além do tarimbado Renato Augusto.

?No segundo tempo, a equipe ficou um pouco prejudicada pela retomada de uma marcação melhor e pelas substituições, porque você acaba de alguma forma desestruturando e tenho que relativizar isso ?, comentou Tite. ?O resultado do primeiro tempo nos permitiu ter uma possibilidade maior de observação?, completou.

No segundo tempo, após cobrança de escanteio do lado esquerdo, Makino subiu nas costas de Jemerson e usou a cabeça para marcar o único gol do Japão ? o zagueiro brasileiro foi puxado, mas não houve consulta aos recursos de vídeo. Na visão de Tite, Cássio, que substituiu Alisson no intervalo, não falhou.

?Vou olhar de novo e respeito as opiniões diferentes, mas não teve nenhuma participação do Cássio. Ás vezes, quando você modifica bastante os atletas, a bola parada traz um prejuízo na sincronia. Até automatizar a marcação, requer mais tempo. O tempo que vou ter daqui a pouco de preparação para a Copa do Mundo?, afirmou.

Gazeta Esportiva

TAGS