PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Simeone volta a manifestar apoio a Griezmann: ?Precisa se reencontrar?

Na coletiva de imprensa que antecede a partida decisiva desta quarta-feira, contra a Roma, pela penúltima rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, Diego Simeone voltou a falar sobre a fase ruim vivida por Antoine Griezmann atualmente. O técnico do Atlético de Madrid manifestou todo o apoio a seu comandado, cuja saída do [?]

18:00 | 21/11/2017

Na coletiva de imprensa que antecede a partida decisiva desta quarta-feira, contra a Roma, pela penúltima rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, Diego Simeone voltou a falar sobre a fase ruim vivida por Antoine Griezmann atualmente. O técnico do Atlético de Madrid manifestou todo o apoio a seu comandado, cuja saída do clube espanhol tem sido constantemente especulada pela imprensa europeia.

?Ele está preocupado porque quer render ao seu máximo. Necessita fazer gols. Não tem marcado, mas tem alcançado um bom rendimento. Se acostumou a fazer gols nos últimos anos, e quando não o faz acaba pagando por isso e as pessoas o criticam. É um rapaz que tem tudo, um jogador extraordinário. Tem que dar tudo de si, ter a confiança para seguir jogando. Voltará a seu estado natural?, declarou o treinador.

Ademais, Simeone minimizou os rumores que tem colocado o francês sob a mira de gigantes da Europa, dentre os quais Barcelona e Manchester United, e garantiu o bem-estar do camisa sete. ?Antoine (Griezmann) está bem, precisa se reencontrar. Vive um presente brilhante e tem um grande futuro. É muito querido por seus companheiros. As pessoas tem mostrado seu afeto e exigido dele quando as coisas não saem como deveriam, quando não oferece o que todos se acostumaram a ver. É normal que exijam mais dele do que de qualquer outro, é um ídolo do clube?, concluiu.

A dois jogos do final da fase de grupos, o Atlético de Madrid precisa do triunfo sobre a Roma nesta quarta-feira para continuar sonhando com a classificação às oitavas de final. Os colchoneros ocupam a terceira colocação do Grupo C, com quatro pontos a menos que o vice-líder Chelsea e cinco a menos que os italianos, que lideram.

 

Gazeta Esportiva

TAGS