PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Furacão perde, vê Libertadores escapar e mantém vivo o Avaí

O Atlético Paranaense viu seu sonho de chegar à Libertadores da América escapar ao perder para o Avaí por 1 a 0, na Ressacada, resultado que ainda dá sobrevida ao time catarinense em sua luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Com 48 pontos, o Furacão ocupa a 12ª colocação, enquanto os donos da casa, [?]

18:15 | 26/11/2017

O Atlético Paranaense viu seu sonho de chegar à Libertadores da América escapar ao perder para o Avaí por 1 a 0, na Ressacada, resultado que ainda dá sobrevida ao time catarinense em sua luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Com 48 pontos, o Furacão ocupa a 12ª colocação, enquanto os donos da casa, com 42 pontos, estão ainda respirando na 18ª colocação.

Pressionado desde o começo, o Leão da Ilha abriu o placar aos 15 minutos, com Maicon, aproveitando jogada de Pedro Castro para balançar a rede. Depois do intervalo, Fabrício teve a chance de empatar, mas desperdiçou penalidade.

Na próxima rodada, o Avaí vai ao litoral paulista, onde encara o Santos, domingo, na Vila Belmiro. Já o Furacão recebe o Palmeiras, no mesmo dia, na Arena da Baixada, em Curitiba.

O jogo ? O Leão da Vila, precisando desesperadamente da vitória, criou a primeira boa oportunidade aos dois minutos, com Maurinho cruzando para a chegada de Judson, que arrematou para fora. Aos cinco minutos foi a vez de Maurinho chegar batendo para boa defesa de Weverton, que cedeu escanteio. O Furacão precisou fazer a primeira mudança, aos 13 minutos, com Lucho saindo lesionado para entrada de Eduardo Henrique.

A equipe catarinense pressionava e, aos 15 minutos, Pedro Castro partiu para a jogada individual, deixou a defesa para trás e entregou para Maicon bater no ângulo para abrir a contagem. O Rubro-Negro chegou com Lucas Fernandes, aos 19 minutos, com cruzamento na cabeça de Eduardo Henrique, que desviou para grande defesa de Douglas. O ritmo diminuiu, com o Furacão com maior posse, mas sem efetividade.

Levantamento pelo lado atleticano, aos 27 minutos, e Thiago Heleno arrematou para longe da meta. Time paranaense quase vacilou aos 38 minutos, depois que Weverton demorou para definir a jogada após recuou de bola, entregou no pé de Marquinho, e viu o avaiano mandar por cima do gol. Jonathan ainda tentou um arremate de longe, aos 44 minutos, mas não acertou o alvo.

Para a segunda etapa, O Furacão voltou com Sidcley no lugar de Pavez. O time rubro-negro tentava pressionar mais, mas a defesa catarinense estava bem postada. Aos oito minutos, cruzamento na medida para Douglas Coutinho, e Betão se recuperou para interceptar e afastar o perigo. Reclamação aos dez minutos, depois que Lourenço tentou a finta em cima de Paulo André e foi derrubado. O árbitro mandou seguir.

Os ânimos se acirraram ainda mais dois minutos depois, depois que Alemão trombou com Sidcley na área e o árbitro marcou a penalidade. O jogador catarinense ficou no chão, desacordado, obrigando a entrada da ambulância em campo. O zagueiro deixou o campo andando. O jogo voltou e, na cobrança, Fabrício mandou para fora.

A posse de bola seguia pelo lado do Atlético, mas o ataque rubro-negro não criava. O Avaí apostava nos contra-ataques. Maurinho foi para cima da defesa, cruzou para trás e Thiago Heleno afastou para escanteio. Após cobrança, Alemão desviou de cabeça e Weverton pegou em cima da linha. Aos 36 minutos, contra-ataque em velocidade e Pedro Castro tentou o arremate, para fora. O Leão não deixava o jogo fluir e segurou bravamente a vitória.

AVAÍ 1 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)

Data: 26 de novembro de 2017, domingo

Horário: 17 horas (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)

Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

Cartões amarelos : Betão, Pedro Castro (Avaí); Jonathan (Atlético-PR)

Gols

AVAÍ: Maicon, aos 15 minutos do primeiro tempo

AVAÍ: Douglas Friedrich; Maicon, Fagner Alemão, Betão e João Paulo; Judson e Pedro Castro; Marquinhos (Rômulo) e Maurinho (Leandro Silva); Lourenço (Wellington Simião) e Luanzinho

Técnico: Claudinei Oliveira

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez (Sidcley) e Lucho González (Eduardo Henrique); Matheus Rosseto e Lucas Fernandes (Felipe Gedoz); Pablo e Douglas Coutinho.

Técnico: Fabiano Soares

Gazeta Esportiva

TAGS