PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Com pênalti nos acréscimos, Arsenal vence Burnley e ultrapassa rivais na tabela

Neste domingo, com os tropeços de Tottenham e Liverpool, o Arsenal tinha a chance ultrapassar os dois rivais e entrar na zona de classificação para as competições europeias. Chance esta que por pouco não foi desperdiçada. Em jogo válido pela rodada de número 13 do Campeonato Inglês, o time londrino jogou mal, mas venceu o [?]

13:15 | 26/11/2017

Neste domingo, com os tropeços de Tottenham e Liverpool, o Arsenal tinha a chance ultrapassar os dois rivais e entrar na zona de classificação para as competições europeias. Chance esta que por pouco não foi desperdiçada. Em jogo válido pela rodada de número 13 do Campeonato Inglês, o time londrino jogou mal, mas venceu o Burnley por 1 a 0, fora de casa. O gol foi marcado por Alexis Sánchez, de pênalti, nos acréscimos da etapa final.

Com os três pontos, os comandados de Arsène Wenger sobem para a quarta posição na tabela, com pontuação equivalente a 25. Para se manter no G4, os Gunners receberão o Huddersfield no próximo final de semana, no Emirates Stadium. Já o Burnley, em sétimo, com 22 pontos ganhos, enfrentam o Bournemouth na próxima rodada para voltar a encostar no primeiro pelotão.

O jogo ? O Burnley começou melhor o jogo. Com uma postura agressiva e marcação intensa, o time da casa pressionava o Arsenal e quase abriu o placar aos 14 minutos. O islandês Gudmundsson recebeu pela direita, ameaçou limpar para o meio e com um corte rápido deixou a marcação para trás. Em boas condições para finalizar, o atacante soltou a perna direita. Petr Cech resvalou na bola e esta explodiu na trave esquerda do goleiro tcheco.

Com dificuldades para sair jogando, o time londrino conseguiu responder após boa jogada de Alexandre Lacazette. Aos 18 minutos, o camisa nove deu boa arrancada pela esquerda e cruzou para a área. Ramsey chegou batendo, mas a bola acabou subindo demais. Aos 26, Nacho Monreal também levou perigo ao gol defendido por Nick Pope. O lateral aproveitou a sobra de cobrança de escanteio e soltou o pé esquerdo. A redonda passou raspando o poste esquerdo do arqueiro.

Aos 38 minutos, o Burnley teve boa chance na bola parada. Em cobrança de falta frontal, Robbie Brady buscou o ângulo esquerdo de Cech, que se esticou todo para fazer a defesa, espalmando para escanteio.

Os Gunners aproveitaram a melhora na parte final do primeiro tempo, quando equilibraram a partida, e voltaram do intervalo com uma postura melhor, buscando o gol adversário. Com posse de bola (que chegou a 80% em dado momento) e mais velocidade, o time comandado por Arsène Wenger não dava espaços para os mandantes jogarem.

Se no primeiro tempo, foi o Arsenal que equilibrou as ações, no segundo, foi o Burnley. Porém, quando tudo apontava para um empate sem gols no Turf Moor, em lance duvidoso nos acréscimos do tempo regulamentar, Ramsey foi empurrado na área e caiu. O árbitro assinalou pênalti, para a desespero do time da casa. Sánchez, que não tem nada a ver com a história, mandou a bola para dentro, garantindo a vitória sofrida dos visitantes.

Everton perde mais uma, goleado pelo Southampton

O drama do Everton continua. Neste domingo, o time perdeu sua sexta partida no Campeonato Inglês. Fora de casa, os Blues foram ao intervalo empatando com o Southampton por 1 a 1, mas levaram mais três gols no segundo tempo. Os gols foram marcados por Tadic, Austin (duas vezes) e Davis, para o time da casa, enquanto Sigurdsson diminuiu para os visitantes.

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS