PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Com nova multa rescisória, presidente do Barça ?coloca Messi onde deveria estar?

Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona, não esconde a satisfação pelo novo acordo firmado com Lionel Messi. Além de prolongar o vínculo do camisa 10 até 2021, o novo contrato elevou o valor referente à multa rescisória do atacante. Se, antes, um clube interessado no craque tinha de desembolsar 300 milhões de euros para contratá-lo, [?]

08:30 | 26/11/2017

Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona, não esconde a satisfação pelo novo acordo firmado com Lionel Messi. Além de prolongar o vínculo do camisa 10 até 2021, o novo contrato elevou o valor referente à multa rescisória do atacante. Se, antes, um clube interessado no craque tinha de desembolsar 300 milhões de euros para contratá-lo, agora terá de pagar uma quantia avaliada em 700 milhões de euros (R$ 2,7 bilhões), algo que o mandatário barcelonista considera ?justo? para os padrões de mercado da atualidade.

?Estamos muito contentes e satisfeitos com este novo contrato. Em junho, firmamos um novo acordo com Messi, que já estava em vigor. Porém, concordamos em promover uma nova assinatura, apenas para adequar sua cláusula de rescisão à situação atual do mercado futebolístico. Com a multa de 700 milhões de euros, colocamos Messi onde deveria estar?, afirmou.

Recordando a história que o argentino construiu no Camp Nou, onde chegou em meados de 2000, aos 13 anos, quando ainda era atleta de base do clube catalão, Bartomeu fez questão de ratificar a importância de se ter Messi por mais quatro anos. ?O novo contrato certifica mais uma vez a relação entre o Barça e Messi, o melhor jogador da história do futebol, que vai perdurar aqui com muitas ganas e ambições até 2021. Como ele já disse, estamos em uma nova etapa, em um novo projeto, com (Ernesto) Valverde, que está indo muito bem?, completou.

Com Messi, Barcelona entra em campo neste domingo, pelo Campeonato Espanhol. Líder isolado, com 34 pontos ganhos, o time azul-grená tem a chance de abrir sete de vantagem na ponta. Para isso, basta vencer o Valencia, segundo colocado com 34 pontos, no Estádio Mestalla.

Gazeta Esportiva

TAGS