Participamos do

Com gol de Jesus, City vence Arsenal e dispara na ponta do Inglês

O Manchester City segue dominante no Campeonato Inglês. A vítima deste domingo no Emirates Stadium foi o Arsenal, que acabou sendo derrotado pelo placar de 3 a 1, em duelo válido pela 11ª rodada. Os gols em favor da equipe de Pep Guardiola foram marcados por De Bruyne, Aguero e Gabriel Jesus, enquanto Lacazette descontou [?]
13:15 | Nov. 05, 2017
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Manchester City segue dominante no Campeonato Inglês. A vítima deste domingo no Emirates Stadium foi o Arsenal, que acabou sendo derrotado pelo placar de 3 a 1, em duelo válido pela 11ª rodada. Os gols em favor da equipe de Pep Guardiola foram marcados por De Bruyne, Aguero e Gabriel Jesus, enquanto Lacazette descontou para os visitantes.

Com mais essa vitória, o City segue invicto no campeonato e lidera com folga com seus 31 pontos. A distância sobre o segundo colocado, o seu rival United, é momentaneamente de oito pontos, porém pode ficar a cinco caso os Diabos Vermelhos vençam na rodada. Já o Arsenal segue com 19 pontos e fica estagnado na sexta colocação.

O jogo ? Jogando em casa, o Manchester City manteve o seu perfil ofensivo desde os minutos iniciais. Logo no segundo minuto de partida, em um rápido contra-ataque puxado pela equipe da casa, Kevin De Bruyne encontrou Aguero pela ponta direita da área, porém o chute do argentino passou por cima do gol.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A pressão dos citizens continuou. Se aproveitando de mais uma ótima atuação de De Bruyne, a equipe da casa chega de maneira organizada ao ataque. Aos 12 minutos o belga encontrou Sané livre pela ponta esquerda. O ponta alemão cruzou rasteiro para Sterling dentro da pequena área, mas a bola acabou passando em frente ao atacante que não conseguiu alcançar.

Não demorou muito para que os comandados de Guardiola abrissem o placar. Novamente De Bruyne arrisca de fora da área, exigindo uma linda defesa de Cech, no rebote a jogada foi continuada pela ponta esquerda até cair novamente no pé do belga, que não deu chances para o goleiro na segunda tentativa.

Após o gol anotado pelos mandantes, o Arsenal procurou buscar uma reação ofensiva. Porém as fracas atuações individuais de jogadores importantes no setor de frente da equipe de Londres impediu a criação de jogadas. A única chance clara da equipe de Arsene Wenger veio apenas aos 46 minutos, quando Ramsey acertou um chute rasteiro de dentro da área. A bola acabou passando por entre as pernas de Otamendi, exigindo uma rápida defesa de Ederson.

No começo da segunda etapa a situação do Arsenal ficou ainda pior. Com apenas cinco minutos do segundo tempo, Fernandinho fez um lindo lançamento procurando Sterling atrás da zaga. O atacante inglês dominou a bola e foi derrubado por Monreal. O árbitro anotou o pênalti, que foi bem cobrado por Agüero ampliando a vantagem dos mandantes.

O segundo do City fez com Wenger mudasse sua equipe. Precisando do resultado, o técnico francês colocou o artilheiro Lacazette em campo. Não demoro muito para que a mudança surtisse efeito e o próprio centroavante francês diminuísse o placar após um chute forte da ponta direita da área.

No entanto, a reação do Arsenal parou por aí. Aos 30 minutos, David Silva recebeu belo passe na ponta direita, um pouco à frente da defesa adversária porém não percebido pela arbitragem, e encontrou Gabriel Jesus dentro da pequena área. O brasileiro não desperdiçou a chance e ampliou a vantagem dos donos da casa.

Após o terceiro gol, o Arsenal não demonstrou força suficiente para buscar uma reação nos minutos finais, enquanto a equipe da casa trocou passes esperando o apito final da arbitragem.

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente