PUBLICIDADE
Futebol

Tite se surpreende com rendimento da Seleção Brasileira na altitude

O técnico Tite ficou bastante satisfeito com o rendimento da Seleção Brasileira no empate por 0 a 0 com a Bolívia, nesta quinta-feira. Ele esperava que a sua equipe, freada por uma grande atuação do goleiro Lampe, tivesse mais dificuldades físicas na altitude de 3.640m de La Paz. ?Jogar aqui é muito difícil. Não é [?]

21:00 | 05/10/2017

O técnico Tite ficou bastante satisfeito com o rendimento da Seleção Brasileira no empate por 0 a 0 com a Bolívia, nesta quinta-feira. Ele esperava que a sua equipe, freada por uma grande atuação do goleiro Lampe, tivesse mais dificuldades físicas na altitude de 3.640m de La Paz.

â??Jogar aqui é muito difícil. Não é à toa que, em casa, a Bolívia tem quatro vitórias e só perdeu pontos para o Peru por causa de um problema que não quero julgar [havia vencido por 2 a 0, mas acabou punida pela Fifa por causa da escalação irregular do zagueiro Nelson Cabrera]. Ainda assim, o Brasil foi vertical e agressivo no último terço do campo. Houve jogos em que produzimos menos e fomos efetivosâ?, comentou Tite, para quem Lampe foi o grande responsável pela igualdade.

O treinador brasileiro fez questão de elogiar os departamentos médico e físico da Seleção, que se preocuparam em atenuar os efeitos da altitude nos atletas. â??O desempenho surpreendeu. Estive aqui duas vezes com o Grêmio e sabia das dificuldades no aspecto técnico, na bola viajada. A performance sempre foi bem abaixoâ?, lembrou.

Apesar dos problemas físicos, o Brasil não abdicou de algumas jogadas de velocidade, principalmente com o atacante Neymar, o que foi valorizado por Tite. â??Talvez eu seja um pouquinho romântico, sei lá. Sempre busco vencer, jogando de uma forma agressiva. Sou muito Telê Santana. Hoje, a equipe traduziu isso, também tendo o aspecto da solidez, não ficando desguarnecida atrásâ?, comentou.

Ainda assim vários dos comandados de Tite, como o centroavante Gabriel Jesus, disseram que foram prejudicados pela altitude. â??Senti um pouco de cansaço. Foi a minha primeira vez na altura. Ã? normal. Mas conseguimos jogar no nosso ritmo. Infelizmente, a bola não entrou. Temos que entrar em campo e enfrentar todas as dificuldades porque a gente é Brasilâ?, bradou o jogador do Manchester City, da Inglaterra.


O Brasil tentará ir além de surpreender Tite com uma igualdade diante do Chile, na terça-feira, no Palestra Itália, e encerrar com vitória a sua participação nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. O time nacional já está classificado para o Mundial da Rússia com a melhor campanha do continente.

Gazeta Esportiva

TAGS