Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Tite ensaia a Seleção Brasileira com Ederson no gol e Marquinhos na zaga

A Seleção Brasileira deverá enfrentar o Chile com duas mudanças em relação à escalação utilizada no empate por 0 a 0 com a Bolívia. Na tarde deste domingo, na Academia de Futebol do Palmeiras, o técnico Tite ensaiou a sua equipe com as presenças do goleiro Ederson e do zagueiro Marquinhos nos lugares de Alisson [?]
17:45 | Out. 08, 2017
Autor -
Foto do autor
- Autor
Tipo Notícia

A Seleção Brasileira deverá enfrentar o Chile com duas mudanças em relação à escalação utilizada no empate por 0 a 0 com a Bolívia. Na tarde deste domingo, na Academia de Futebol do Palmeiras, o técnico Tite ensaiou a sua equipe com as presenças do goleiro Ederson e do zagueiro Marquinhos nos lugares de Alisson e Thiago Silva.

A entrada de Ederson já era esperada. O goleiro seria testado como titular já contra a Bolívia, porém Tite considerou injusto conceder a chance justamente na altitude de La Paz, onde o risco de falha é maior.

Por sua vez, Marquinhos não formou dupla com Miranda na rodada passada das Eliminatórias para a Copa do Mundo, como se acostumou a fazer ao longo da trajetória de Tite no comando da Seleção, porque o técnico quis observar Thiago Silva. O capitão brasileiro no Mundial anterior, porém, lesionou a coxa direita ainda no primeiro tempo da igualdade com a Bolívia.

Assim, a provável escalação brasileira para o jogo contra o Chile, na noite de terça-feira, no Palestra Itália, é a seguinte: Ederson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Alex Sandro; Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho, Renato Augusto e Neymar; Gabriel Jesus.

Não foi possível saber se Tite ensaiou alterações nessa equipe titular, uma vez que a imprensa só teve permissão para acompanhar o início do treinamento da Seleção Brasileira.

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

China restringe viagens de sua população ao exterior por Covid-19

NOVA ONDA
07:39 | Ago. 04, 2021
Autor AFP
Tipo Notícia

A China anunciou nesta quarta-feira (4) restrições a seus cidadãos que viajarem para o exterior em meio a uma nova onda de contágios por Covid-19 no país.

 

Os serviços de imigração deixarão de expedir, temporariamente, passaportes e outros documentos necessários para viajar para fora do país, "a menos que haja uma razão imperiosa", disse Liu Haitao, do escritório de imigração, à imprensa.

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Vendas no varejo da zona do euro avançam 1,5% em junho ante maio, como previsto

ECONOMIA
07:31 | Ago. 04, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

As vendas no varejo da zona do euro cresceram 1,5% em junho, na comparação com maio, informou nesta quarta-feira, 4, a agência oficial de estatísticas da União Europeia, Eurostat. O resultado veio em linha com a previsão dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal. Na comparação anual, houve avanço de 5,0%. A Eurostat ainda informou que revisou números de maio. As vendas no varejo tiveram alta de 4,1% em maio ante abril, mostrou a revisão, de um crescimento de 4,6% antes calculado. Na comparação anual, a alta foi de 8,6% (de avanço de 9,0% antes informado). (Com informações da Dow Jones Newswires).
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Reino Unido: PMI de serviços (final) cai a 59,6 em julho

ECONOMIA
07:26 | Ago. 04, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do Reino Unido recuou de 62,4 em junho a 59,6 na leitura final de julho, informou a CIPS e a IHS Markit. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam 57,8. O PMI composto do país passou de 62,2 em junho a 59,2 em julho, na mínima em quatro meses, segundo relatório divulgado nesta quarta-feira. Tanto o setor de serviços quanto a indústria tiveram perda de impulso na recuperação durante o mês de julho, aponta o levantamento. (Com informações da Dow Jones Newswires).
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

PMI de serviços da zona do euro (final) avança a 59,8 em julho

ECONOMIA
07:26 | Ago. 04, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços da zona do euro subiu de 58,3 em junho a 59,8 na leitura final de julho, informou nesta quarta-feira a IHS Markit, na máxima desde junho de 2006. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam alta maior, a 60,4. O PMI composto, que abrange serviços e a indústria, teve alta de 59,5 em junho a 60,2 na leitura final de julho. A expectativa, nesse caso, era de 60,6. A consultoria destaca em relatório nesta quarta-feira que a atividade das empresas da zona do euro avançou no ritmo mais rápido em pouco mais de 15 anos em julho, com a força do setor manufatureiro "complementada por uma expansão acelerada da atividade de serviços". (Com informações da Dow Jones Newswires).
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

À PF, Luis Miranda diz que Pazuello relatou pressão e ameaça de Arthur Lira

POLÍTICA
07:26 | Ago. 04, 2021
Autor
Tipo Noticia

Em depoimento à Polícia Federal na semana passada, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) disse que o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, relatou ter sofrido pressão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para liberar recursos da pasta. A informação é do O GLOBO, que teve acesso ao vídeo da oitiva do parlamentar.

Procurado pela imprensa, Lira não se manifestou sobre o assunto. Miranda conta que teve uma conversa com o ex-ministro da Saúde no dia 21 de março; um dia após o seu encontro com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), onde ele e o irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda, apontaram suspeita de irregularidades na compra da vacina indiana Covaxin.

Miranda sustentou que após relatar ao presidente a suposta fraude no contrato da Covaxin, avisou a Pazuello que o Ministério era palco de "sacanagem", quando o general da reserva detalhou a pressão.

“Eu disse: ‘Pazuello, tá tendo sacanagem no teu ministério. Tem que agir, mermão’. Aí ele falou: ‘Sacanagem tem desde que eu entrei’. Com aquele jeitão carioca dele. "Inclusive, ontem, eu (Miranda) fui no presidente e entreguei um negócio pra ele. É um absurdo. Se estiver acontecendo de verdade, é um absurdo. Você (Pazuello) precisa cuidar disso”, narrou o deputado.

A demissão de Pazuello, no entanto, foi publicada no Diário Oficial da União no dia 15 de março, uma semana antes do dia da suposta conversa com Miranda. Em seu discurso de despedida do Ministério, no dia 24 daquele mês, o militar ligou a sua saída a um complô político.

Miranda prosseguiu o depoimento contando o que Pazuello teria respondido: “O Pazuello olha pra mim e diz assim: ‘Deputado, posso falar a verdade? Eu passei seis horas andando de helicóptero com ele (Bolsonaro) e consegui dez minutos de atenção dele. Eu não consigo. Eu tenho coisas pra resolver com ele e, porra, no final do ano eu levei uma pressão tão grande que eu não sei exatamente como resolver. Uma pressão... um cara”.


Questionado pelo deputado sobre quem seria esse tal cara, Pazuello teria completado: “O Arthur Lira colocou o dedo na minha cara e disse: ‘Eu vou te tirar dessa cadeira’. (Isso) porque eu não quis liberar a grana pra listinha que ele me deu dos municípios que ele queria que recebesse. Ele bota o dedo na minha cara”.

Em depoimento à PF, o ex-ministro, por sua vez, afirmou que não se lembrava do teor da conversa com Miranda. Ambos foram ouvidos num inquérito aberto para investigar se Bolsonaro prevaricou, ou seja, não tomou providências ao ser informado sobre as supostas ilegalidades na aquisição do imunizante.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags