PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Tite crê que Copa do Mundo de 2014 calejou Seleção Brasileira

Se engana quem pensa que o vexame da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014 ficou para trás. Muito pelo contrário. O técnico Tite aproveita o episódio negativo no último Mundial para fazer com que os jogadores cheguem à Rússia ainda mais preparados para fazer uma grande campanha. Na expectativa em levar o Brasil [?]

08:15 | 24/10/2017

Se engana quem pensa que o vexame da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014 ficou para trás. Muito pelo contrário. O técnico Tite aproveita o episódio negativo no último Mundial para fazer com que os jogadores cheguem à Rússia ainda mais preparados para fazer uma grande campanha. Na expectativa em levar o Brasil ao hexacampeonato, o treinador canarinho categorizou as críticas recebidas pelo elenco comandado por Felipão como ?desumanas?.

?A perda do título em 2014 foi desumana com os profissionais. A Seleção tem todo um histórico de início ruim nas Eliminatórias, sentiu na carne o que é perder, então ela traz uma bagagem de experiência também. No vestiário, o atleta fala o que sente, e eu falei para a comissão técnica prestar atenção nos jogadores depois de a gente ter enfiado quatro no Uruguai. Se os caras daqui a pouco ficam folgados, vamos ter que puxar a rédea, porque contra o Paraguai eles [paraguaios] vão vir para dentro. A comissão técnica me fala ?Cara, eles estão muito contentes de ter vencido o Uruguai, mas eles sabem que com o Paraguai vai ser difícil?, porque eles já estão acostumados a perder?, afirmou Tite, convidado do programa Bem, Amigos, do SporTV.

Assumindo a Seleção Brasileira fora da zona de classificação para a Copa do Mundo, Tite rapidamente fez com que seus jogadores entregassem resultados e, posteriormente, acabaram garantindo vaga na Rússia muito antes de seus concorrentes sul-americanos. Mesmo com todo o sucesso alcançado nesses 15 jogos, o treinador não crê que seja uma unanimidade no cenário do futebol nacional.

?Eu não sou [unanimidade], mas me sinto representado pelo futebol da Seleção, isso me orgulha. É a caraterística que os atletas estão mostrando, sinto prazer em ver a equipe jogar. O DNA deles é esse, uma equipe que faz quase três gols por jogo. Isso é muito. E o volume de oportunidades que ela cria sem se tornar excessivamente vulnerável também é importante. Precisa melhorar? Precisa. Mas vamos ter coragem para assumir, me sinto representado. Esse desempenho deve ser marco para nós?, completou Tite.

Por fim, o treinador da Seleção Brasileira sinalizou as possíveis variações que sua equipe poderá ter caso Neymar tenha que ficar de fora de um jogo na Copa do Mundo. Para Tite, a versatilidade de seus atletas acaba tornando o time muito mais flexível.

?Coutinho pelo lado direito e Willian pelo lado esquerdo. A partida tem que mostrar, e eu vi que é essa a formação?, disse Tite antes de citar outras mexidas na equipe. ?Tem a possibilidade de jogar com Fernandinho e Coutinho por dentro e ter Willian, Neymar e Gabriel Jesus. Não joguei ainda com Casemiro e Fernandinho, vai ser outro passo?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS