PUBLICIDADE
Futebol


Pessimista sobre Lucas Lima e com Diego distante, Santos inicia busca por meia

Apesar de ainda não saber se continuará como presidente do Santos em 2018, pois as eleições acontecem em dezembro, Modesto Roma Júnior já começou o planejamento para a próxima temporada. E contratar um meia está entre as prioridades do mandatário. O dirigente ainda aguarda uma resposta sobre a renovação de contrato com Lucas Lima. Porém, [?]

08:15 | 05/10/2017

Apesar de ainda não saber se continuará como presidente do Santos em 2018, pois as eleições acontecem em dezembro, Modesto Roma Júnior já começou o planejamento para a próxima temporada. E contratar um meia está entre as prioridades do mandatário.

O dirigente ainda aguarda uma resposta sobre a renovação de contrato com Lucas Lima. Porém, Modesto já demonstra pessimismo com a permanência do camisa 10 e acredita que chegada de um novo armador será fundamental no próximo ano.

?Precisamos de um meia para o ano que vem. O Lucas Lima eu conto como um plus. Se houver uma renovação de contrato, maravilha. Mas vamos atrás de um meia mesmo se ele ficar. O prazo para ele responder nossa proposta vai até o dia 31 de dezembro. Quando o Lucas quiser conversar é só vir aqui e será muito bem recebido como sempre foi?, disse o presidente em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

O Santos ofereceu R$ 45 milhões a Lucas Lima até o fim de 2020. Os salários do meia dobrariam para cerca de R$ 600 mil, com bônus por metas alcançadas e aumentos anuais. Porém, o jogador de 27 anos está na mira de Palmeiras e Guangzhou Evergrande, da China. Além disso, ele ainda aguarda uma por uma boa proposta do futebol europeu, onde tem o sonho de jogar.

Com a possível saída do camisa 10, o nome de Diego passou a ser bastante comentado nos arredores da Vila Belmiro, ainda mais pela má fase que o ex-santista vive no Flamengo. Porém, Modesto acredita que o meia não sairá do Rubro-Negro na próxima temporada.

O contrato de Diego com o time carioca vai até julho de 2019 e ele ganha um salário girando em torno de R$ 600 mil. Por conta disso, a única possibilidade do jogador voltar a vestir a camisa do Santos seria por empréstimo.

?Nós não vivemos de sonhos, mas sim de oportunidades. Se houver a chance de trazer, tudo bem. Se não, a vida segue. Ele é um ídolo e por isso sempre terá espaço aqui. Porém, ele tem um contrato longo com o Flamengo e temos que respeitar isso?, concluiu Modesto.

Gazeta Esportiva

TAGS