PUBLICIDADE
Futebol

Pensando na Libertadores, Santos pretende trazer cinco reforços em 2018

Com 47 pontos, o Santos ocupa a segunda colocação do Campeonato Brasileiro. Faltando 12 rodadas para o término da competição nacional, o Peixe tem 13 pontos de distância para o Atlético-PR, primeiro time fora do G7. E por conta dessa ?gordura,? a diretoria do alvinegro já começa a fazer um planejamento para a disputa da [?]

08:45 | 07/10/2017

Com 47 pontos, o Santos ocupa a segunda colocação do Campeonato Brasileiro. Faltando 12 rodadas para o término da competição nacional, o Peixe tem 13 pontos de distância para o Atlético-PR, primeiro time fora do G7. E por conta dessa ?gordura,? a diretoria do alvinegro já começa a fazer um planejamento para a disputa da Libertadores de 2018.

E para reforçar o elenco no torneio continental da próxima temporada, o presidente Modesto Roma Júnior revela com exclusividade à Gazeta Esportiva que estipulou a contratação de cinco jogadores, sendo dois laterais, um meia armador, um atacante de beirada e um centroavante.

Os nomes de Damián Díaz e Jonatan Álvez, meia e centroavante do Barcelona de Guaiaquil, respectivamente, do lateral-direito Nino Paraíba, da Ponte Preta, do meia Zé Rafael, do Bahia, e do ídolo Robinho, do Atlético-MG, já foram debatidos entre os dirigentes.

Até o momento, porém, nenhuma negociação foi iniciada. Afinal, de acordo com o Estatuto Social do Peixe, o atual presidente não pode comprar ou vender jogadores nos últimos três meses de mandato sem a autorização do Conselho Deliberativo e parecer favorável do Conselho Fiscal. As eleições do Santos acontecem no dia 9 de dezembro.

A chegada de um centroavante e um meia também pode servir para suprir as possíveis saídas de Ricardo Oliveira e Lucas Lima. A dupla tem contrato até o final deste ano e ainda não acertou a renovação com o Peixe.

Gazeta Esportiva

TAGS