PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Guardiola destaca ?domínio? da Espanha no cenário europeu

Fora do futebol espanhol há cinco anos, Pep Guardiola fez questão de ressaltar a soberania do futebol de seu país natal a nível continental. Nesta segunda-feira, ele declarou que deve ser o objetivo de todos os times do mundo se igualar ao nível do futebol da Espanha, tanto clubes quanto seleções. Nas últimas quatro temporadas, [?]

19:15 | 16/10/2017

Fora do futebol espanhol há cinco anos, Pep Guardiola fez questão de ressaltar a soberania do futebol de seu país natal a nível continental. Nesta segunda-feira, ele declarou que deve ser o objetivo de todos os times do mundo se igualar ao nível do futebol da Espanha, tanto clubes quanto seleções.

Nas últimas quatro temporadas, por exemplo, a hegemonia espanhola na Europa fica muito evidente. Na Liga dos Campeões, o Real Madrid faturou três títulos (2013/14, 2015/16 e 2016/17), enquanto o Barcelona se sagrou campeão uma vez (2014/15). Já o Sevilla, no mesmo período, levantou três canecos da Liga Europa, tendo ficado sem o título somente em 2016/17, quando o Manchester United foi o vencedor.

Leia mais: ?É um dos melhores do mundo?, afirma Guardiola sobre destaque do City

?Nos últimos anos, os times espanhóis têm dominado a Europa, e nós, que estamos de fora, temos que tentar chegar lá. Para isso, devemos derrotá-los no campo. O Barcelona, o Real Madrid, o Sevilla, o Atlético, a seleção principal e as de base. Eles dominaram a Europa e o mundo na última década?, avaliou o treinador do Manchester City, que deixou o Barça com destino ao Bayern de Munique em 2012.

Além de avaliar o cenário europeu dos últimos anos, Guardiola também comentou sobre o próximo compromisso internacional de sua equipe, nesta terça-feira, contra o Napoli, pela fase de grupos da Liga dos Campeões. O treinador fez questão de exaltar o estilo ofensivo dos italianos, e colocou a equipe napolitana entre as três que vivem melhor momento no Velho Continente.

?Eles podem fazer muitas coisas, e as fazem perfeitamente. Não é um time que vai ficar esperando. Vão pressionar, sabem criar jogo muito bem, seus atacantes não recebem lançamentos longos, no meio-campo há jogadores que podem infiltrar, sabem ler o jogo? Não é segredo que eles são bons. São uma das três principais equipes da atualidade?, destacou.

Gazeta Esportiva

TAGS