PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Goleiro recordista do Benfica falha, e United segue 100% na Champions

Optando por deixar o brasileiro Júlio César no banco de reservas, o Benfica recebeu o Manchester United no Estádio da Luz, na tarde desta quarta-feira, pela terceira rodada do Grupo A da Liga dos Campeões, e não foi feliz mais uma vez. Em jogo sem muita emoção, o jovem goleiro Svilar acabou falhando e premiando [?]

18:00 | 18/10/2017

Optando por deixar o brasileiro Júlio César no banco de reservas, o Benfica recebeu o Manchester United no Estádio da Luz, na tarde desta quarta-feira, pela terceira rodada do Grupo A da Liga dos Campeões, e não foi feliz mais uma vez. Em jogo sem muita emoção, o jovem goleiro Svilar acabou falhando e premiando Rashford, atleta que mais buscou o gol: final de 1 a 0 no placar, e os portugueses seguem sem pontuar na competição.

Por pouco menos de dois meses, o belga de 18 anos bateu Iker Casillas e se tornou o arqueiro mais jovem a atuar em uma Champions League. Antes da falha que resultou no único gol do jogo, ele demonstrava bastante confiança nas bolas em que foi exigido. Apesar do erro, os torcedores presentes no local aplaudiram e saíram em seu apoio.

Com o resultado, o United se consolidou ainda mais na primeira colocação do Grupo A, com nove pontos e 100% de aproveitamento. Já os Encarnados conheceram a sua terceira derrota na competição, seguem sem pontuar e dificilmente avançarão às oitavas de final.

Pelo outro jogo da chave, o Basel aplicou 2 a 0 no CSKA Moscow, em partida realizada na Rússia, e se isolou na segunda colocação com seis pontos. Os gols foram marcados por Taulant Xhaka, no primeiro tempo, e Dimitri Oberlin, nos minutos finais do duelo. Com a derrota, o CSKA manteve-se em terceiro com três pontos.

O jogo ? Em busca de pontuar pela primeira vez nesta edição do torneio continental, o Benfica, ainda mais por atuar em seus domínios, começou em cima do Manchester United. Pressionados pela situação em que se encontram, porém, os portugueses mostraram-se afoitos, e o brasileiro Luisão até recebeu cartão amarelo logo aos quatro minutos.

Foi aos 14, somente, que os donos da casa conseguiram chegar com perigo pela primeira vez. Grimaldo fez grande jogada pela esquerda, tabelou com Diogo Gonçalves e cruzou rasteiro para Salvio, que chutou rente à direita do gol de De Gea.

Depois de ameaçar em uma cabeçada no travessão, em lance paralisado por falta pela arbitragem, o United passou a ter maior controle do jogo ? muito pela diminuição do ímpeto rival ?, o que lhe fez chegar ao gol do jovem belga Svilar, de 18 anos.

Aos 31 minutos, Blind levantou na área e Rashford cabeceou com muito perigo por cima do gol. Dois minutos depois, em uma jogada praticamente idêntica, Ruben Dias afastou o perigo antes que o jovem inglês concluísse. Quando marcava 35, a pressão dos visitantes aumentou ainda mais. Em boa jogada individual, Matic avançou com a bola dominada, invadiu a área e chutou cruzado. O goleiro belga fez grande defesa com os pés e segurou a investida rival.

Mesmo após o intervalo, Rashford era quem mais procurava o caminho do gol entre os jogadores do United. Em duas cobranças de escanteio fechadas, aos 14 e 15 minutos, ele obrigou Svilar a espalmar a bola e impedir que ela adentrasse ao gol.

De tanto tentar, o atacante enfim conseguiu aos 18 minutos da segunda etapa. Em cobrança de falta de muito longe, em que buscou cruzar a bola para o meio da área, Rashford acabou enganando o jovem e recordista goleiro. Ele até encaixou a bola, mas, enganado pela trajetória, acabou cruzando a linha de sua meta. O árbitro teve o tento comunicado em seu relógio.

Sem conseguir agredir seu adversário, o Benfica foi aos poucos se contentando com a derrota. Nos acréscimos, já aos 46 minutos, Luisão foi expulso: ele chegou atrasado na bola, deu um carrinho em Mc Tominay e recebeu o segundo amarelo.

Gazeta Esportiva

TAGS