PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Gabriel descarta futebol bonito na reta final do Brasileiro e visa título

A inconstância do Corinthians e a queda do rendimento em comparação ao primeiro turno é tema recorrente de explicações por parte dos jogadores alvinegros. Quem voltou a falar sobre o assunto foi o volante Gabriel, um dos jogadores com melhor desempenho no quesito de passes trocados e considerado o homem da contensão no meio-campo de [?]

16:15 | 09/10/2017

A inconstância do Corinthians e a queda do rendimento em comparação ao primeiro turno é tema recorrente de explicações por parte dos jogadores alvinegros. Quem voltou a falar sobre o assunto foi o volante Gabriel, um dos jogadores com melhor desempenho no quesito de passes trocados e considerado o homem da contensão no meio-campo de Fábio Carille, em entrevista ao SporTV.

Invicto no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o Corinthians não vem apresentando o mesmo futebol que fez se criar uma vantagem muito confortável para os adversários. Porém, para o volante, o futebol vistoso tem que ficar em segundo plano para completar o objetivo principal do título. ?O segundo turno é mais difícil, até porque a necessidade dos times que brigam por diferentes objetivos faz com que a forma de jogar seja diferente. Agora as equipes se preparam para jogar contra o Corinthians , porque somos o líder. As vezes, nesse momento do campeonato, não importa jogar bonito e, sim, vencer o jogo que é essencial para ser campeão?, disse Gabriel.

Apesar da grande vantagem e da boa situação, os últimos resultados e a visível queda de rendimento incomoda os jogadores do Timão. ?Sabemos da duração do Brasileiro. A oscilação acontece, mas não esperávamos que fosse dessa forma, porque trabalhamos muito forte para vencer e manter a liderança, tanto que nosso primeiro turno foi significativo, terminando de maneira invicta. É hora de retomar?, revelou.

O período das Eliminatórias foi muito benéfico para o time se preparar para a reta final, segundo Gabriel. ?Esses dias a mais de trabalho nos ajudou a concentrar novamente, retomar toda a confiança e vamos entrar nesses 12 jogos finais para manter ou aumentar a vantagem, visando ser campeão?, completou.

A Copa do Mundo também foi assunto comentado por Gabriel. O volante não escondeu a torcida pelos companheiros e revelou estar torcendo para a classificação do Paraguai. ?Vou torcer pelo Romero e o Balbuena. Uma Copa do Mundo com os dois seria maravilhoso, porque são atletas que merecem muito. Nós vemos o quanto eles se esforçam no dia-a-dia e como trabalharam para alcançar esse objetivo histórico?, lembrou Gabriel, que espera a vitória do Brasil sobre o Chile, um dos resultados que o Paraguai precisa para se classificar.

Titular absoluto de Fábio Carille, Gabriel defendeu o treinador quanto ao estilo de jogo e revelou que já houve uma conversa para que o time não repita contra o Coritiba, próximo adversário, o desempenho que trouxe as derrotas contra adversários da parte de baixo da tabela. ?A forma de jogo é bem desenhada. Mesmo sem a maior posse, temos um estilo definido, trocamos muitos passes e o time tenta jogar, aproximar, inverter o jogo. Para o duelo desta semana precisamos ter paciência, porque eles devem vir para se defender e precisamos ser letais?, disse o meio-campista.

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS