PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

FPF premia craque e seleção do Paulista feminino de 2017

Na tarde desta terça-feira, a Federação Paulista de Futebol (FPF) realizou o evento de premiação do Campeonato Paulista de futebol feminino de 2017. Além das comemorações do campeão e do vice, Rio Preto e Santos, respectivamente, foi celebrada a seleção do torneio e revelada a craque da competição. Embora as melhores de cada posição já [?]

15:30 | 24/10/2017

Na tarde desta terça-feira, a Federação Paulista de Futebol (FPF) realizou o evento de premiação do Campeonato Paulista de futebol feminino de 2017. Além das comemorações do campeão e do vice, Rio Preto e Santos, respectivamente, foi celebrada a seleção do torneio e revelada a craque da competição.

Embora as melhores de cada posição já tivessem sido divulgadas, a melhor jogadora do campeonato foi anunciada apenas na premiação desta terça. A escolhida foi a atacante Kerolin, da Ponte Preta, que se destacou na competição com apenas 17 anos de idade.

No evento, as equipes receberam os troféus de campeãs e vice-campeãs. O Rio Preto garantiu o bicampeonato do Paulista novamente em cima do Santos, que detém o título do Campeonato Brasileiro. O presidente do Rio Preto, José Eduardo Rodrigues, destacou as características que fizeram a diferença para seu time erguer a taça. ?Técnica apurada, dedicação e esforço das brilhantes meninas?, declarou o dirigente à Gazeta Esportiva.

Além disso, membros da equipe do Corinthians/Audax, que recentemente conquistou o título da Copa Libertadores feminina, também participaram do evento, exibindo a tão cobiçada taça da competição. No Paulista, o Timão acabou eliminado na semifinal pelo Rio Preto.

Mesmo assim, a equipe teve representantes na seleção do Paulista, que foi escolhida por atletas e comissões técnicas, e contou com: Letícia (Corinthians); Katiuscia (Santos), Antônia (Ponte Preta), Carol Arruda (Santos) e Jucinara (Corinthians ? atualmente Atlético de Madrid); Grazielle (Corinthians), Brena (Santos) e Patrícia Llanos (Ferroviária); Sole Jaimes (Santos), Kerolin (Ponte Preta) e Adriana (Rio Preto).

Além disso, o melhor técnico do Paulista foi Caio Couto, do Santos, enquanto a artilharia da competição ficou com Tábatha, da Ferroviária, que terminou o torneio com a marca de 17 gols.

Aline Pellegrino, ex-jogadora e atual coordenadora de futebol feminino da FPF, destacou a força e o bom momento do futebol feminino de São Paulo. ?Todos os principais campeões do continente estão aqui e nenhum é o mesmo time. Isso mostra o nível técnico dentro do estado?, afirmou.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

TAGS