PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Coxa destaca luta e efeito psicológico de vitória contra a Raposa

O Coritiba conseguiu quebrar um jejum de partidas sem vitória e, ao bater o Cruzeiro por 1 a 0, no Couto Pereira, ganhando novo fôlego para lutar contra a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O meia Tiago Real, que recebeu o terceiro cartão amarelo e desfalca o time diante do Vasco, elogiou o esforço [?]

21:30 | 18/10/2017

O Coritiba conseguiu quebrar um jejum de partidas sem vitória e, ao bater o Cruzeiro por 1 a 0, no Couto Pereira, ganhando novo fôlego para lutar contra a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O meia Tiago Real, que recebeu o terceiro cartão amarelo e desfalca o time diante do Vasco, elogiou o esforço do grupo, superando também a pressão das críticas sofridas nas últimas semanas.

?Nosso time correu para caramba, está jogando quarta, domingo e quarta. É uma pegada forte e uma carga emocional que vem junto. Lutamos e conseguimos a vitória?, disse o jogador, que falou sobre as cobranças internas e externas sofridas pela equipe. ?Nosso time vem muito carregado, não vencia em casa. O campeonato acabando e a gente sem vencer. Estávamos nos cobrando muito. Tem que enaltecer a equipe que correu muito. Mas seguir que ainda tem uma caminhada grande?, emendou.

O atacante Rildo destacou que a quebra dos nove jogos sem vitória pode ser um passo enorme para reagir, mas ainda falta muito para poder comemorar. ?É importante quebrar essa sequência negativa. Isso é só o começo. Temos que sair dessa situação o quanto antes. Temos que nos doar, assim como nos doamos aqui. Tudo em busca dos três pontos. Todo mundo com pensamento positivo. Temos muito chão pela frente. Temos que correr ainda mais para conseguir nosso objetivo?, analisou.

O efeito psicológico do resultado é o ponto levantado pelo volante Edinho, que projeta o Coxa mais animado para a reta final do Brasileirão. ?A gente precisa demais dessa vitória. A gente não merecia isso, esse sofrimento. Uma vitória nossa que dá ânimo na competição, temos jogos duríssimos. E precisamos do torcedor para sair dessa situação?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS