PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Candidatos da oposição não se acertam; Eurico ataca união

A eleição no Vasco caminha mesmo para ter quatro chapas. Após Otto Carvalho desistir do pleito e apoiar Fernando Horta, se criou uma expectativa sobre a fusão dos outros dois candidatos de oposição: Júlio Brant e Alexandre Campello. Porém, não foi isso que foi visto nos primeiros encontros entre as duas chapas. As partes envolvidas [?]

13:45 | 06/10/2017

A eleição no Vasco caminha mesmo para ter quatro chapas. Após Otto Carvalho desistir do pleito e apoiar Fernando Horta, se criou uma expectativa sobre a fusão dos outros dois candidatos de oposição: Júlio Brant e Alexandre Campello. Porém, não foi isso que foi visto nos primeiros encontros entre as duas chapas. As partes envolvidas não caminharam para um acordo.

Os motivos de não se chegar a um consenso não foram revelados até agora, inclusive porque pessoas ligadas aos dois candidatos ainda trabalham em torno de uma união. Nenhum dos dois aceitou abrir mão de ser cabeça da chapa. Além disso, não aceitaram critérios para que isso fosse definido, como, por exemplo, uma pesquisa junto a sócios para analisar qual dos dois nomes têm mais chance de ganhar o pleito.

?Até o momento não houve nada em termos de acerto. Hoje posso dizer que caminhamos para que tenhamos quatro chapas na eleição?, disse Alexandre Campello.

Além de Campello, Brant e Fernando Horta, o Vasco ainda tem como candidato, só que pela situação, Eurico Miranda, que busca a reeleição. O atual mandatário, inclusive, comentou em entrevista à ?Rádio Metropolitana? a união das chapas.

?Não gosto mais de falar sobre isso, mas sou obrigado. No fundo eles não estão vendo o interesse maior do Vasco. Não querem se unir para resolver os problemas que o Vasco enfrenta. São pessoas, inclusive, que contribuíram para o Vasco chegar na situação que se encontra. Hoje aparecem com promessas mirabolantes. O Otto mudou radicalmente seu comportamento depois que não atendi a um pedido pessoal dele. O outro candidato, o Fernando Horta, em dois mil e catorze, antes da eleição, ele era um pretenso candidato. Falei com ele que participasse conosco, pois participando seria um candidato natural. Pedi isso pois ele não tinha nenhuma experiência no Vasco. Qual foi a participação dele desde então: nula. Não participou. Ao final teve uma atitude dissimulada, pois quando participava das reuniões de diretoria, e, questionado pelos outros vice-presidentes, disse que não conhecia o Otto e que ainda estava aguardando a posição que iria tomar. Acabou se lançando como candidato. Ora, o que esperar de pessoas que agem dessa maneira em relação ao Vasco??, disse Eurico Miranda.

A eleição no Vasco está programada para o dia 7 de novembro e acontecerá na sede de São Januário.

Dentro de campo o elenco voltou a treinar na manhã desta sexta-feira, em São Januário, dando sequência à preparação para o duelo contra o Avaí, na próxima quarta-feira, às 21h45(de Brasília), no Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC), pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Neste sábado o plantel treina pela manhã.

Gazeta Esportiva

TAGS