PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Bravo brilha em vitória sofrida do City pela Copa da Liga

Com Gabriel Jesus começando de titular e o atacante Aguero querendo marcar um gol para se isolar como maior artilheiro da história do Manchester City, a equipe inglesa empatou com o Wolverhampton, por 0 a 0, no tempo regulamentar, e venceu nos pênaltis por 4 a 1, pelas oitavas de final da Copa da Liga [?]

18:45 | 24/10/2017

Com Gabriel Jesus começando de titular e o atacante Aguero querendo marcar um gol para se isolar como maior artilheiro da história do Manchester City, a equipe inglesa empatou com o Wolverhampton, por 0 a 0, no tempo regulamentar, e venceu nos pênaltis por 4 a 1, pelas oitavas de final da Copa da Liga Inglesa, nesta terça-feira, no Etihad Stadium.

Antes do início da partida e com a braçadeira de capitão para o jogo, o argentino tinha 177 gols marcados com a camisa do clube azul, empatado com o inglês Eric Brook, e não conseguiu se consagrar no topo da lista de artilharia de sua equipe, enquanto o brasileiro teve uma atuação apagada. O maior herói da partida foi o goleiro Claudio Bravo, com três grandes defesas no tempo normal e a defesa de dois pênaltis no desempate.

O próximo adversário do time de Manchester nas quartas de finais será conhecido por meio de um sorteio. O Wolverhampton agora pode manter seu foco na segunda divisão do futebol inglês, competição que lidera com 29 pontos conquistados.

O jogo ? A partida começou com o Manchester City pressionando o Wolverhampton, enquanto o rival apostava no contra-ataque. Aguero, motivado a se isolar como maior artilheiro da história dos Citizens, desperdiçou duas boas chances logo no início do duelo.

Com cinco minutos, o argentino pegou bem de fora da área e obrigou o goleiro Norris a se esticar todo para fazer a defesa. Pouco depois, recebeu ótimo passe de Sterling na grande área. Livre de marcação e de frente para o gol, não pegou bem na bola e desperdiçou uma grande oportunidade de inaugurar o marcador.

As duas equipes seguiam seu plano de jogo com rigor. O City pressionava e imprimia um grande volume ofensivo, enquanto o Wolverhampton respondia com uma marcação firme, linhas defensivas bem postadas e uma aposta constante no contra-ataque.

Aos 24 minutos da etapa inicial, Sterling recebeu passe de Gundogan e, ao ser pressionado pelo defensor adversário, chutou com a perna esquerda, na cara do gol. A finalização não foi boa e saiu pela direita da meta do Wolves. Pouco depois, os visitantes tiveram sua primeira chance na partida, em cabeceio de Bennett que foi defendido por Bravo.

Após lançamento do campo defensivo, o zagueiro dos Citizens, Mangala, vacilou e permitiu que Enobakhare roubasse a bola e avançasse com ela, livre. De cara para o gol, chutou firme, mas o goleiro Claudio Bravo fez grande defesa com o pé e evitou a abertura do placar.

Os primeiros quinze minutos da etapa final não corresponderam ao nível de emoção do primeiro tempo. O Manchester City até trocava passes em sua área ofensiva, mas não conseguia chegar com contundência ao gol, enquanto os Wolves continuavam apostando no contra-ataque.

Aos 19 minutos, outra boa oportunidade dos visitantes: Hélder Costa recebeu bola na entrada da área e, cara a cara com Claudio Bravo, tentou a cavadinha. O goleiro chileno fechou o ângulo e fez outra grande defesa, impedindo uma zebra.

O City respondeu logo depois. Norris teve que tirar a bola dos pés de Aguero, após sair jogando mal, para impedir a abertura do placar. No lance seguinte, defendeu boa finalização de Bernardo Silva, que carregou pela direita e invadiu a área chutando.

Na reta final da segunda etapa, o City teve uma chance de ouro para selar sua classificação. Após cruzamento rasteiro de De Bruyne, Norris espalmou para a frente, e a bola sobrou para Sterling. O ponta inglês não conseguiu aproveitar e finalizou mal, mantendo o 0 a 0 no placar e levando a partida para a prorrogação.

No tempo extra, a primeira etapa viu os Citizens voltarem a pressionar os visitantes, sem sucesso. Nos quinze minutos finais, a equipe de Manchester teve duas chances de abrir o placar com Sané e Touré, mas não conseguiram chegar ao gol.

Na cobrança de pênaltis, disputada em um novo formato, Bonatini começou acertando para o time da segunda divisão inglesa. De Bruyne, como resposta, também converteu. Yaya Touré bateu com muita categoria e colocou o City a frente. N?Diaye escorregou e Bravo defendeu, coroando sua boa atuação. Coady também viu sua cobrança ser defendida pelo chileno na sequência. Sané cobrou com excelência e deixou o City a beira da vitória. Aguero cobrou com cavadinha e sacramentou a classificação dos Citizens.

Confira os outros resultados desta terça-feira pela Copa da Liga Inglesa:

Arsenal 2 x 1 Norwich

Bournemouth 3 x 1 Middlesbrough

Bristol City 4 x 1 Crystal Palace

Leicester 3 x 1 Leeds

Swansea 0 x 2 Manchester United

Gazeta Esportiva

TAGS