PUBLICIDADE
Futebol

Scarpa garante vantagem ao Fluminense na Copa Sul-Americana

Com um gol marcado por Gustavo Scarpa no início do jogo, o Fluminense derrotou a LDU, do Equador, por 1 a 0, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Maracanã, pela Copa Sul-Americana. Agora, o Tricolor das Laranjeiras vai precisar de um empate no jogo da volta, em Quito, para garantir a classificação às [?]

21:30 | 14/09/2017

Com um gol marcado por Gustavo Scarpa no início do jogo, o Fluminense derrotou a LDU, do Equador, por 1 a 0, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Maracanã, pela Copa Sul-Americana. Agora, o Tricolor das Laranjeiras vai precisar de um empate no jogo da volta, em Quito, para garantir a classificação às quartas de final da competição. A LDU vai precisar de uma diferença de dois gols para seguir na disputa. A repetição do placar favorável ao time do Equador vai levar a decisão para a disputa de pênaltis.

O resultado fez justiça ao desempenho da equipe carioca que não realizou uma atuação brilhante, mas foi sempre melhor do que o adversário. A equipe comandada por Abel Braga, praticamente, não correu riscos porque o adversário não conseguiu produzir um futebol que ameaçasse a vitória do Tricolor das Laranjeiras.

O jogo

O Fluminense começou a partida com mais posse de bola do que o adversário. E empurrado pela grande torcida, o Tricolor das Laranjeiras logo chegou ao primeiro gol, aos seis minutos. Wendel foi derrubado na entrada da área e Gustavo Scarpa bateu no canto direito. O goleiro Nazareno ainda pulou, mas não alcançou a bola.

A vantagem animou a equipe tricolor que voltou a ameaçar aos nove minutos quando Lucas foi lançado pela direita e cruzou para Henrique Dourado, mas a zaga desviou para escanteio.

A LDU não conseguia se encontrar em campo e apenas tentava evitar as penetrações do Fluminense. Só aos 15 minutos é que o time equatoriano chegou no ataque em investida de González, mas a zaga tricolor desviou para escanteio.

O time dirigido por Abel Braga seguia marcando a saída de bola e dificultando as ações da LDU. A equipe do Equador era obrigada a apelar para chutões que facilitavam a tarefa do time carioca. Aos 22 minutos, Henrique Dourado recebeu de Wendel e mandou a bomba que passou perto da trave defendida por Nazareno. Um minuto depois, o goleiro Júlio César saiu com precisão e evitou que González conseguisse alcançar o lançamento.

Sem correr riscos na defesa, a equipe brasileira apenas se preocupava em gastar o tempo e tocar a bola, sem procurar fazer muita pressão sobre a defesa equatoriana. Na LDU, o atacante Barcos seguia muito isolado na frente e pouco participava do jogo.

Aos 43 minutos, Scarpa viu a penetração de Orejuela e fez o lançamento, mas o volante não conseguiu chegar e Nazareno ficou com a bola. Logo depois, em cobrança de escanteio, a bola ficou com Gustavo Scarpa que tentou o tiro direto, mas mandou a bola para longe.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com o meia Sornoza no lugar do volante Orejuela que sentiu dores na coxa. A LDU voltou mais ofensiva, mas foi o Tricolor carioca que criou a primeira oportunidade aos quatro minutos quando Wendel recebeu de Marlon e arriscou, mas a bola saiu.

Aos 13 minutos, Narvaéz cruzou e Barcos não conseguiu alcançar a bola. Dois minutos depois, Lucas cruzou e Henrique Dourado cabeceou com perigo. O Ceifador voltou a aparecer com perigo aos 20 minutos, cabeceando um cruzamento de Marlon, mas a bola saiu, levando perigo para o gol defendido por Nazareno. Logo depois, o Tricolor voltou a criar outro momento de perigo com um chute de Gustavo Scarpa que desviou na zaga equatoriana e saiu.

O time do Equador continuava muito retraído e só ameaçou o gol de Júlio César aos 26 minutos em chute de Anderson Júlio, mas o goleiro tricolor defendeu sem dificuldades.

O técnico Abel Braga que escalou uma defesa improvisada, precisou recorrer ao volante Marlon Freitas para substituir o zagueiro Frazan que sentiu uma lesão.

Mesmo sem realizar uma grande atuação, o Fluminense seguia controlando as ações e poderia ter ampliado aos 32 minutos em nova cabeçada de Henrique Dourado que passou perto da trave esquerda. Logo depois, Gustavo Scarpa mandou a bomba e assustou o goleiro Nazareno.

Nos minutos finais, o time carioca apenas administrou o resultado, sem voltar a ser incomodado pela equipe adversária.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 0 LDU-EQU

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 14 de setembro de 2017 (Quarta-feira)

Horário: 19h15(de Brasília)

Público: 42.270 pagantes

Árbitro: Julio Quintana (Paraguai)

Assistentes: Rodney Aquino (Paraguai) e Roberto Cañete (Paraguai)

Cartões amarelos: Henrique Dourado, Wendel, Frazan (Flu); Jonathan González, Chalá, Betancourt, Salaberry (LDU)

GOLS

FLUMINENSE: Gustavo Scarpa, aos seis minutos do primeiro tempo

FLUMINENSE: Júlio César, Lucas, Frazan(Marlon Freitas), Nogueira e Marlon; Orejuela(Sornoza), Douglas, Wendel e Gustavo Scarpa; Wellington Silva(Robinho) e Henrique Dourado

Técnico: Abel Braga

LDU: Nazareno, Narvaéz, Tagliapetra, Salaberry e Aníbal Chalá; Vega, Intriago(Hidalgo), Alex Bolaños e Anderson Julio; Jonathan González(Betancourt) e Hernán Barcos(Anangonó)

Técnico: Pablo Repetto

Gazeta Esportiva

TAGS