PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

No Pacaembu, Egídio deve rever torcida em SP após Libertadores

Com o Estádio Palestra Itália indisponível, o Palmeiras enfrentará o Coritiba no Pacaembu a partir das 20 horas (de Brasília) desta segunda-feira, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida no campo municipal deve marcar o reencontro do lateral esquerdo Egídio com a torcida alviverde em São Paulo. Com disposição para apoiar o ataque e [?]

12:15 | 15/09/2017

Com o Estádio Palestra Itália indisponível, o Palmeiras enfrentará o Coritiba no Pacaembu a partir das 20 horas (de Brasília) desta segunda-feira, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida no campo municipal deve marcar o reencontro do lateral esquerdo Egídio com a torcida alviverde em São Paulo.

Com disposição para apoiar o ataque e ineficiente na marcação, Egídio nunca esteve entre os preferidos dos palmeirenses. A relação piorou após as eliminações do time alviverde nas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, e nas oitavas da Libertadores, diante do Barcelona de Guaiaquil.

Em Belo Horizonte, o lateral esquerdo desperdiçou um contra-ataque promissor e, pouco depois, o Cruzeiro marcou o gol da classificação. No torneio internacional, Egídio perdeu o pênalti que selou a eliminação do Palmeiras contra o adversário equatoriano.

Assim que a disputa com o Barcelona de Guaiaquil terminou, alguns torcedores passaram a insultar o lateral esquerdo no Palestra Itália. Com a finalidade de preservar o jogador, Cuca decidiu não usá-lo nos confrontos com Vasco, Chapecoense e São Paulo, todos pelo Campeonato Brasileiro, escalando Michel Bastos.

Um mês depois da partida contra o Barcelona de Guaiaquil, Egídio voltou ao time titular no empate por 1 a 1 contra o Atlético-MG, registrado no último sábado, no Estádio Independência. Ainda no primeiro tempo, o lateral esquerdo cometeu pênalti sobre Alex Silva, defendido por Fernando Prass.

Ao longo da temporada, Cuca pediu maior tolerância da torcida com Egídio em repetidas ocasiões, mas não conseguiu comover o exigente público palestrino. Considerado pelo técnico o melhor lateral esquerdo disponível no momento, ele deve ser titular mais uma vez contra o Coritiba.

Contratado pelo Palmeiras em 2015, Egídio participou dos títulos da Copa do Brasil 2015 e do Campeonato Brasileiro 2016. Autor de dois gols em 93 partidas com a camisa do clube alviverde, ele tem futuro incerto, uma vez que seu vínculo termina em dezembro.

 

Gazeta Esportiva

TAGS