PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Livre de lesão, Vecchio se vê pronto para ser titular do Santos no clássico

O técnico Levir Culpi já pode contar com Emiliano Vecchio para o duelo contra o Corinthians, neste domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O argentino já está completamente recuperado de uma ruptura no músculo adutor da coxa direita e sonha com uma chance entre os titulares no [?]

13:00 | 07/09/2017

O técnico Levir Culpi já pode contar com Emiliano Vecchio para o duelo contra o Corinthians, neste domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O argentino já está completamente recuperado de uma ruptura no músculo adutor da coxa direita e sonha com uma chance entre os titulares no clássico.

?Foi um período bastante difícil. Uma lesão muito complicada que aconteceu comigo, mas me recuperei bem, um trabalho feito de maneira espetacular. Estou à disposição. Amanhã o Levir vai fazer um coletivo e decidir quem vai jogar. Esse procedimento foi uma ideia do doutor Zogaib. Ele comentou para nós e falou que poderia acelerar a recuperação, eu poderia dizer sim ou não, mas foi acompanhado pelos fisioterapeutas, fizeram um trabalho espetacular. Dois ou três períodos por 40 dias. Aceleramos o processo. Era para ser três meses, contra o Corinthians será um mês e meio e eu me sinto completamente recuperado?, explicou o meia em entrevista coletiva nesta quinta-feira, no CT Rei Pelé.

Vecchio sentiu o problema no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Flamengo, em que a equipe comandada por Levir Culpi venceu por 4 a 2, mas foi eliminada Copa do Brasil, no dia 26 de julho.

Na época, o camisa 20 era titular na vaga do então lesionado Renato. Hoje, porém, o veterano de 38 anos está de volta ao time principal. Mesmo assim, Vecchio acredita que pode ter uma chance na equipe que começará jogando neste domingo.

?Quando eu joguei de segundo volante, foi com Yuri, que tem menos marcação que eu, e jogamos os dois. Qualquer um de nós pode jogar porque temos qualidade. Na hora de marcar, tem que ter sacrifício de todo mundo. E acho que todos têm. Levir tem muitas opções no meio-campo. Já joguei com Renato e Lucas Lima e não tive problemas. O que importa é estar 100% e que o Levir tenha um problema bom para resolver?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS