PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Jorge Jesus vê Barcelona mais fraco com a saída de Neymar

Neymar já deixou o Barcelona, se apresentou, jogou, marcou gol pelo Paris Saint-Germain, mas seu nome continua sendo veiculado junto ao clube catalão. Desta vez, quem falou sobre a saída do brasileiro foi o treinador do Sporting, Jorge Jesus. Em entrevista concedida ao Marca, o comandante português revelou sua opinião sobre a aquisição de Dembélé [?]

11:15 | 26/09/2017

Neymar já deixou o Barcelona, se apresentou, jogou, marcou gol pelo Paris Saint-Germain, mas seu nome continua sendo veiculado junto ao clube catalão. Desta vez, quem falou sobre a saída do brasileiro foi o treinador do Sporting, Jorge Jesus. Em entrevista concedida ao Marca, o comandante português revelou sua opinião sobre a aquisição de Dembélé como substituo do novo reforço do parisiense, comparou Messi e Cristiano Ronaldo e abordou a polêmica envolvendo Neymar, Cavani e as cobranças de pênalti.

Nesta quarta-feira, o Sporting enfrenta o Barcelona pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. O grande desfalque pelo lado catalão é de Ousmane Dembélé, que se recupera de cirurgia. Para o treinador, o novo reforço, porém, não está no mesmo nível de quem deixou o clube. ?Neymar é um dos melhores do mundo e poucos fazem o que ele faz. Dembélé não é igual e nem mesmo parecido com ele. Ele é um bom jogador, mas não cria como o brasileiro. Neymar, Messi e Suárez formavam um trio espetacular e sem um deles as coisas ficam menos complicadas?, disse Jorge Jesus.

Comandando os leões e compatriota de Cristiano Ronaldo, Jorge Jesus revelou ser mais difícil preparar uma estratégia para neutralizar o principal concorrente do português pelos prêmios individuais. ?Os dois são jogadores diferentes. Ronaldo atua em menos posições e é mais fácil identificá-lo. Já o Messi trabalha entre as linhas, é mais móvel e dificulta a marcação. São os dois melhores jogadores do mundo e ambos causam danos aos adversários?, afirmou o treinador.

A grande polêmica do momento no futebol europeu ainda é a que envolve Neymar e Cavani disputando o posto de cobrador oficial de pênaltis do PSG. O treinador não fugiu do tema e foi enfático ao se colocar no lugar de Unai Emery. ?Não acredito que algum dia eu passe por uma situação como essa, porque deixo claro os batedores e estabeleço as prioridades. Os jogadores  tem a chance de trocar e conversar sobre, mas eu decido entre A ou B?, declarou Jorge Jesus.

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS