PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Gabriel celebra descanso após chegar à marca de 50 jogos

O volante Gabriel recebeu atenção especial da comissão técnica com a folga de duas semanas sem jogos do Corinthians até o clássico deste domingo, às 16h (de Brasília), contra o Santos, na Vila Belmiro. Poupado de atividades no campo em três dias, ele voltou aos treinamentos com os companheiros nesta quarta-feira e admitiu que, com [?]

17:15 | 06/09/2017

O volante Gabriel recebeu atenção especial da comissão técnica com a folga de duas semanas sem jogos do Corinthians até o clássico deste domingo, às 16h (de Brasília), contra o Santos, na Vila Belmiro. Poupado de atividades no campo em três dias, ele voltou aos treinamentos com os companheiros nesta quarta-feira e admitiu que, com a sequência de jogos que teve até o momento, precisava desse período.

?Para mim, individualmente, foi muito bom. Já vinha de um desgaste grande, aproveitei esses dias sem jogo para poder descansar um pouco e fortalecer o que tem que fortalecer?, comentou o meio-campista, que foi titular em 50 das 53 partidas da equipe na temporada, sendo poupado duas vezes e cumprindo suspensão na outra. No elenco, apenas Cássio (52) jogou mais vezes do que ele.

?Todos fizeram esse trabalho. Com a volta de quem estava na Seleção, a equipe vai estar toda completa, o Carille vai poder trabalhar, treinos mais intensos. Essa parada foi muito boa para mim individualmente e para o grupo também?, observou o camisa 5, que sofreu com lesões em 2015 e 2016.

?Fiz reforço, fortalecimento para tentar aguentar essa maratona que vem pela frente. Estou me sentindo bem, totalmente zerado fisicamente, muscular também. Agora é focar nessa sequência, sabemos que a equipe tem grandes chances de fazer bons jogos e conquistar as vitórias?, continuou o jogador.

Outro fator que contribuiu para a sequência de jogos de Gabriel foi a melhora no quesito disciplinar. Apesar de ainda ser o jogador que mais levou cartões amarelos neste ano (11) no elenco, o volante está pendurado desde a 11ª rodada, passando ileso das cadernetas dos juízes.

?Nossa equipe joga posicionada, não correndo atrás do adversário, cortando linha de passe. Facilita muito. Não sei quantas partidas são já, mas não me preocupa, não vou baixar a intensidade em campo por causa disso. Vou manter meu nível para poder ajudar a equipe. Essa fase sem tomar cartão me alegra também?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS