select ds_midia_link from midia where cd_midia = limit 1
Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Felipe completa 50 jogos pelo Porto e mira estreia na Liga dos Campeões

Contratado na janela do meio do ano de 2016 junto ao Corinthians, o zagueiro Felipe atingiu um primeiro feito com a camisa do Porto. No último final de semana, o brasileiro chegou a marca de 50 partidas com a camisa do clube português. O jogador é peça fundamental na defesa do treinador Sérgio Conceição, que [?]
16:15 | Set. 12, 2017
Autor -
Foto do autor
- Autor
Tipo Notícia

Contratado na janela do meio do ano de 2016 junto ao Corinthians, o zagueiro Felipe atingiu um primeiro feito com a camisa do Porto. No último final de semana, o brasileiro chegou a marca de 50 partidas com a camisa do clube português. O jogador é peça fundamental na defesa do treinador Sérgio Conceição, que ainda não levou gol nos primeiros cinco jogos do Campeonato Português.

Apesar de comemorar o feito individual, Felipe ressaltou que os prêmios coletivos são mais importantes. ?Fico muito feliz com a marca dos 50 jogos e só posso agradecer, pois fui muito bem recebido e sempre tive o apoio de todos desde que cheguei. Consegui uma grande sequência e isso me motiva a querer melhorar cada vez mais. Apesar de tal feito, meu foco são as grandes conquistas ao lado dos meus companheiros?, disse o zagueiro.

Nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), o zagueiro estreia com o Porto na Liga dos Campeões. A partida diante do Besiktas, em Portugal, é o primeiro passo para as grandes conquistas, segundo o próprio jogador. ? A Liga dos Campeões é uma grande competição, de altíssimo nível e com as melhores equipes do mundo. Com muito empenho e trabalho vamos em busca da classificação. Estamos treinando forte para alcançar os grandes objetivos?, afirmou Felipe

Para tentar superar a participação do ano passando, quando foi eliminado nas oitavas de final pela Juventus, o Porto terá de passar pelo grupo com Mônaco, RB Leipzig e o time turco, adversário desta quarta. Os dois primeiros se classificam para a fase de mata-mata.

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Bianco: enfrentamos novas formas de trabalho para as quais a CLT não é adequada

ECONOMIA
2021-08-02 11:47:48
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O secretário executivo do Ministério do Trabalho e Previdência, Bruno Bianco, repetiu nesta segunda-feira, 2, que o governo trabalha com medidas para que os trabalhadores informais possam ter oportunidades e qualificação no trabalho, em programas diferentes da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
"A pandemia antecipou um fenômeno - no Brasil e no mundo - de digitalização e criação de novas formas de trabalho, mas não novas formas de emprego. Sem deméritos à CLT, estamos diante da criação de novas formas de trabalho para as quais a CLT não é adequada", afirmou, em evento organizado pelo jornal O Globo. "Quando digo em criar novas formalizações para todos os brasileiros, não significa que todos deverão ser celetistas, mas que todos sejam vistos", completou.
Para Bianco, o fato de dois terços da força de trabalho do País estarem na informalidade derruba a produtividade da economia. "Temos um mundo celetista que é caro e custoso, para quem tem capital humano. E temos o mundo informal, com baixa formação e capital humano. Temos que abaixar o mundo formal e elevar o mundo informal", acrescentou.
Para isso, o secretário defendeu a redução de custos de contratação e eliminação de burocracias para dar mais segurança jurídica ao mundo formal. "E para elevar mundo informal, é preciso oportunidades e qualificação no trabalho", defendeu, citando programas como os Bônus de Inclusão Produtiva e de Incentivo à Qualificação (BIP e BIQ), em estudo.
Bianco destacou ainda que o governo pretende flexibilizar a formalização dos trabalhadores de plataformas digitais, a exemplo do que já foi feito com os motoristas de aplicativos, que foram enquadrados com Microempreendedores Individuais (MEI). O secretário enfatizou que o segmento de tecnologia não poder ser muito tutelado com excessos de burocracia e legislação.
"Vamos trazer proteção trabalhista e previdenciária para aplicativos, sem vínculo de emprego formal. Nem todos serão MEIs. Temos toda sorte de trabalho em tecnologia, com trabalhadores mais e menos qualificados, e temos que formalizar todos. O MEI se aplicará para alguns, mas nem todos. Vamos pensar cada brasileiro na sua respectiva caixa de formalização", concluiu Bianco.
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Índice de atividade industrial dos EUA cai a 59,5 em julho

ECONOMIA
2021-08-02 11:47:47
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O índice de atividade industrial dos Estados Unidos elaborado pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês) recuou de 60,6 em junho a 59,5 em julho, informou a própria entidade nesta segunda-feira, 2. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam alta a 60,8. A leitura de novas encomendas recuou 1,1 ponto, a 64,9 em julho. Já a de produção recuou 2,4 pontos, a 58,4 pontos. Já o subíndice de preços teve baixa de 6,4 pontos, a 85,7, após este ter registrado em junho a leitura mais elevada desde julho de 1979, diz o ISM. (Com informações da Dow Jones Newswires).
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Pico do IPC-S em 12 meses deve ser renovado em agosto, diz Picchetti, da FGV

ECONOMIA
2021-08-02 11:47:46
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) deve desacelerar de 0,92% para 0,70% em agosto, mas renovar o pico no acumulado em 12 meses, de 8,76% para 8,93%, estima o coordenador do indicador da Fundação Getulio Vargas (FGV), Paulo Picchetti. Como reflexo de problemas climáticos, Picchetti elevou a projeção para o resultado anual de 5,90% para 6,40%.
"Entre junho e julho, tivemos novidades relevantes para a dinâmica da inflação. E as duas principais são climáticas", explica o coordenador. "De um lado tem a seca, que está se delineando como preocupante, por todas as declarações do pessoal de energia. E do outro lado geadas, com perspectiva de comprometer a oferta de alguns alimentos."
Além dos obstáculos relacionados ao clima, Picchetti afirma que os dados de núcleo e difusão caracterizam uma inflação que não está mais restrita a poucos itens. Apesar de ficar estável entre junho e julho (0,43% para 0,42%), o núcleo avançou de 3,50% para 3,67% no acumulado em 12 meses. A difusão, por sua vez, acelerou na margem, de 63,55% para 64,52%.
O arrefecimento no IPC-S de agosto deve ser puxado pelos alívios em passagem aérea e tarifa de eletricidade residencial, que registraram altas significativas em julho (13,11% e 7,80%, respectivamente). No sentido oposto, a gasolina deve pressionar o índice neste mês. Após avançar de 1,47% para 1,85% no fechamento de julho, o combustível já acelera a 2,30% na ponta comparação entre a quarta semana de julho e o mesmo período do mês anterior. "O aumento da Petrobras está chegando ao consumidor final", diz Picchetti.
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

PMI industrial dos EUA (final) sobe a 63,4 em julho

ECONOMIA
2021-08-02 11:33:17
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria dos Estados Unidos elaborado pela IHS Markit avançou de 62,1 em junho a 63,4 na leitura final de julho. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam crescimento menor, a 63,1. A consultoria diz em relatório que a capacidade do setor é contida por dificuldades na cadeia de produção, com atrasos em entrega mais presentes nos dois meses anteriores que em qualquer momento prévio da pesquisa. (Com informações da Dow Jones Newswires).
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Alison e Álvaro vencem mexicanos e vão quartas do vôlei de praia

Esportes
2021-08-02 11:33:06
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Alison e Álvaro Filho serão os representantes do Brasil nas quartas de final do vôlei de praia masculino na Olimpíada de Tóquio (Japão). A dupla avançou após vitória sobre os mexicanos Josue Gaxiola e Jose Rubio por 2 sets a 0, com parciais de 21/14 e 21/13, na manhã desta segunda-feira (2), no Parque Shiokaze, na capital japonesa.