PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Ex-jogador do Vasco afirma que situação entre Neymar e Cavani foi exagerada

Com um elenco milionário, o PSG teve que resolver o primeiro desentendimento no grupo desde a chegada de Neymar como a contratação mais cara da história do futebol. O brasileiro não concordou com a decisão de Cavani em não deixá-lo cobrar o pênalti durante a vitória do clube parisiense por 2 a 0 sobre o [?]

17:45 | 19/09/2017

Com um elenco milionário, o PSG teve que resolver o primeiro desentendimento no grupo desde a chegada de Neymar como a contratação mais cara da história do futebol. O brasileiro não concordou com a decisão de Cavani em não deixá-lo cobrar o pênalti durante a vitória do clube parisiense por 2 a 0 sobre o Lyon, revelando uma desavença já antiga nos bastidores dos atuais campeões nacionais. No entanto, para ex-atacante Sonny Anderson, com passagens no futebol francês e pelo Vasco da Gama, a discussão foi maior do que poderia ser dentro do campo.

?Se os jogadores não chegam a acordo, cabe ao treinador decidir. Para mim, contudo, não há polêmica. Sequer falaríamos sobre isso, se Cavani tivesse marcado o pênalti. Não vejo um problema de ego?, afirmou o brasileiro, que atuou por Monaco e Olympique de Marselha.

?Deve ter acontecido alguma coisa no vestiário, pois, desde o início da temporada, as penalidades sempre foram cobradas por Cavani. Esse é o tipo de detalhe que sempre se aborda na preleção do técnico. Os nomes são colocados em um quadro, antes da partida. Os jogadores terão que resolver isso e chegar a um acordo?, ressaltou Anderson.

?Olhe para o que acontecia no Barcelona, onde Messi, Neymar e Suárez podiam cobrar pênaltis. Você precisa confiar na inteligência dos jogadores. Cavani está lutando contra Falcao (García,do Monaco), não com Mbappé ou Neymar. Eles sabem que precisam trabalhar juntos?, finalizou o ex-atacante.

Na próxima rodada, o Paris Saint-Germain enfrenta o Montpellier, campeões da competição na temporada 2011/2012. O clube parisiense está em primeiro lugar com 100% de aproveitamento, já que venceu as seis partidas que disputou pelo principal torneio nacional.

Gazeta Esportiva

TAGS