PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Cueva marca e Peru entra de vez na briga por uma vaga na Copa

A seleção do Peru não decepcionou seus torcedores, que lotaram o estádio Nacional, em Lima, na noite dessa quinta-feira. Com gols de Flores e Cueva no segundo tempo, os donos da casa bateram a Bolívia por 2 a 0 e entraram definitivamente na briga por uma vaga na Copa do Mundo de 2018. A três [?]

01:30 | 01/09/2017

A seleção do Peru não decepcionou seus torcedores, que lotaram o estádio Nacional, em Lima, na noite dessa quinta-feira. Com gols de Flores e Cueva no segundo tempo, os donos da casa bateram a Bolívia por 2 a 0 e entraram definitivamente na briga por uma vaga na Copa do Mundo de 2018. A três jogos do fim das Eliminatórias Sul-Americanas, os peruanos somam 21 pontos e ocupam a sexta colocação. Chile e Argentina têm 23 pontos e detêm, respectivamente, a última vaga direta e o direito de ir à repescagem no momento, depois de 15 rodadas. O Paraguai, apesar de também acumular 21 pontos, fica atrás do Peru no critério de desempate.

Vice-lanterna da competição, a Bolívia mais uma vez mostrou toda sua fragilidade. Depois de sua 11ª derrota, a equipe verde segue estacionada na nona colocação, com dez pontos, à frente apenas da Venezuela, que tem sete pontos.

Desde os primeiros minutos a superioridade técnica e emocional dos peruanos ficou muito clara. Motivados pela derrota do Chile e pelo empate da Argentina, que aconteceram mais cedo, os comandados do ex-palmeirense Ricardo Gareca foram tomados pelo entusiasmo das arquibancadas. A esperança estava no ar de Lima.

Quem mais sofreu com isso tudo foi o goleiro Carlos Lampe, que precisou trabalhar bastante. Na primeira etapa, Lampe evitou gols de Cueva, Farfán e Carrillo. Por outro lado, Carlos Cáceda, dono da meta peruana, praticamente só assistiu ao confronto.

Apesar do domínio, nada de gols. O panorama do confronto também não mudou. Com apenas três minutos, Lampe já precisou trabalhar novamente, e dessa vez em grande estilo para defender cabeçada à queima-roupa de Farfán.

Mesmo com tanto domínio, os peruanos levaram um susto daqueles. Aos seis minutos, Campos cobrou falta na trave e silenciou o estádio Nacional por alguns segundos. O alívio só veio aos nove minutos, quando Flores aproveitou furada bizarra de Diego Wayar dentro da área e emendou um belo chute no ângulo. Golaço.

Era tudo que o Peru precisava para embalar. E aí foi a vez de Christian Cueva brilhar. Em má fase no São Paulo, o meia conseguiu se livrar da marcação na frente da área e bateu forte, no alto, sem chance para Lampe dessa vez.

Quando enfim parecia que o Peru tinha o domínio da situação e a torcida já ameaçava até o famoso ?olé? nas arquibancadas, a partida ganhou um tom de drama. Álvarez recebeu lançamento longo e contou com a saída mal calculada de Cáceda do gol. O atacante da Bolívia tocou por cima do goleiro e ainda contou com a colaboração de Rodríguez embaixo da trave para colocar os visitantes no jogo com novamente.

E nos acréscimos, a Bolívia teve a grande chance para arrancar um empate histórico e complicar o Peru em sua luta particular. Justiniano ficou com a bola limpa, quase dentro da pequena área, após sobra de cruzamento. Mas, na hora de finalizar, o atacante isolou. Dessa forma, o Peru assegurou os importantes três pontos em casa nessa quinta.

Na próxima rodada, com Paolo Guerrero de volta, já que o centroavante flamenguista teve de cumprir suspensão nessa 15ª rodada, o Peru fará confronto direto com o Equador, adversário que tem um ponto a menos a tabela, terça, às 18 horas (sempre em horário de Brasília). Em casa, a Bolívia vai receber o Chile no mesmo dia, mas às 17 horas.

FICHA TÉCNICA

PERU 2 X 1 BOLÍVIA

Local: Estádio Monumental, em Lima (Peru)

Data: 31 de agosto de 2017 (Quinta-feira)

Horário: 23h15(de Brasília)

Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)

Assistentes: Nicolas Taran (Uruguai) e Mauricio Espinosa (Uruguai)

Cartões amarelos: PERU: Advíncula, Aquino, Farfán. BOLÍVIA: Raldés, Jhasmani Campos

GOLS:

PERU: Édison Flores, aos 9, e Cueva, aos 13 minutos do 2T.

BOLÍVIA: Jhasmani Campos, aos 26 minutos do 2T

PERU: Carlos Cáceda, Luis Advíncula, Christian Ramos, Alberto Rodriguez e Miguel Trauco; Pedro Aquino, André Carrillo (Andy Polo), Farfán e Edison Flores; Christian Cueva (Hurtado) e Raúl Ruidíaz (Sergio Peña)

Técnico: Ricardo Gareca

BOLÍVIA: Carlos Lampe, Diego Bejanaro, Edward Zenteno, Raldés e Sagredo (Jorge Flores); Gabriel Valverde; Diego Wayar, Raúl Castro (Justiniano) e Jhasmani Campos; Gilbert Álvarez e Marcelo Moreno

Técnico: Mauricio Soria

Gazeta Esportiva

TAGS