PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Capitão Paulinho nega preocupação por novo jogo com a Colômbia

O volante Paulinho será o capitão da Seleção Brasileira no confronto com a Colômbia, marcado para as 17h30 (de Brasília) desta terça-feira, no Estádio Municipal Roberto Melendez. Na véspera da partida a ser disputada em Barranquilla, o jogador negou qualquer tipo de receio, apesar do histórico conturbado de duelos entre os dois rivais. ?Não existe [?]

20:45 | 04/09/2017

O volante Paulinho será o capitão da Seleção Brasileira no confronto com a Colômbia, marcado para as 17h30 (de Brasília) desta terça-feira, no Estádio Municipal Roberto Melendez. Na véspera da partida a ser disputada em Barranquilla, o jogador negou qualquer tipo de receio, apesar do histórico conturbado de duelos entre os dois rivais.

?Não existe preocupação. Todos os jogos contra a Colômbia são truncados e difíceis. Sabemos que vamos precisar de paciência, concentração e tranquilidade. Jogando aqui, tem a dificuldade do clima e da torcida. Devemos fazer nosso trabalho bem feito e focado?, declarou Paulinho.

Em 2014, Neymar se despediu da Copa do Mundo ao tomar uma joelhada de Zuñiga. Meses depois, em um amistoso nos Estados Unidos, Cuadrado recebeu o vermelho por falta dura sobre o atacante. Na Copa América 2015, foi o brasileiro quem acabou expulso com Bacca após tumulto no fim do jogo.

Brasil e Colômbia disputaram um jogo ríspido até nas Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016, com seis atletas da seleção visitante advertidos com o cartão amarelo. No começo deste ano, já sob o comando de Tite, os rivais se uniram para participar do ?Jogo da Amizade?, dedicado às vítimas do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense.

Alheio ao histórico de polêmicas, Paulinho preferiu falar sobre os perigos do rival em campo, citando Cuadrado, Falcao Garcia e James Rodriguez. ?São jogadores de alto nível, com uma qualidade muito grande. Mas sabemos o que precisamos fazer para conseguir um grande resultado?, assegurou.

Contra a Colômbia, Paulinho será o 11º capitão da gestão de Tite no comando da Seleção Brasileira. Também já usaram a tarja Miranda, Daniel Alves, Thiago Silva, Marcelo, Filipe Luís, Fernandinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho, Neymar e Robinho.

?Depois de fazer bons jogos, ajudando o time, é muito gratificante (ser o capitão). Mas é claro que não muda nada. Vou continuar sendo o mesmo jogador e me dedicando?, afirmou o meio-campista, sentado ao lado do técnico Tite durante a entrevista coletiva.

 

Gazeta Esportiva

TAGS